terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O MELHOR TIME DO BRASIL - Por Rodrigo Curty


O ano de 2015 chegou com tudo nos grandes do futebol brasileiro. Por exemplo, em Minas, o campeão brasileiro Cruzeiro aos poucos se desmonta e aposta na renovação do elenco sem perder a essência dos últimos anos de planejamento. O rival Atlético MG também se modificou. No Rio de Janeiro, o Vasco contratou praticamente um time todo para fazer bonito na temporada. O Flamengo também se reforçou, mas de forma mais pontual. Já o Fluminense terá quer provar que a Unimed é coisa do passado e que a base é sim uma boa saída. No Botafogo o grande reforço foi a permanência de Jefferson e o retorno do Engenhão.  
No Sul, a dupla Gre-Nal está bem modificada. O tricolor gaúcho praticamente terá que se reinventar e o Colorado provar que dessa vez os reforços surtiram o tão sonhado efeito. Positivo.
Nem vamos entrar a fundo no resto do Brasil, mas não podemos deixar de falar do futebol paulista. Começo pelo Santos. Quem diria, a equipe que nos últimos anos foi a que mais revelou jovens talentos está quebrado. Nem vou entrar na questão de onde está o dinheiro das vendas de André, Rafael, Ganso, Wesley, Neymar, entre outros. Prefiro acreditar que a última gestão foi amadora para o clube chegar no ponto que está. Fora isso o desmanche é cada vez mais iminente. A base está praticamente desfeita. A pergunta é quem jogará ao lado de Ricardo Oliveira e Robinho, se este realmente permanecer? Talvez, Elano e Renato voltem a formar o meio de campo vencedor de 2002. Certo mesmo é afirmar que o presidente Modesto Roma terá muito trabalho neste ano.
Outro que apresenta problemas financeiros é o todo poderoso Corinthians, mas que fique claro que não é exclusividade de nenhuma equipe do país. Provavelmente as peças que chegaram darão um time com a cara de Tite e um bom resultado, será?
O São Paulo segue modesto, equilibrado financeiramente e para a maioria dos torcedores como o melhor time da capital. Eu discordo e aposto que Muricy Ramalho também, pois sabe que o negócio é trabalhar.
E o Palmeiras? Pois é, quem viu e quem vê. Calma lá, não vou dizer que todos os reforços são maravilhosos e resolverão e farão a torcida esquecer tão brevemente os problemas vividos no ano passado. A questão é que Oswaldo de Oliveira conta com um material humano homogêneo, de certa forma experiente e que com uma mistura com as revelações da base pode surpreender. A diretoria segue firme na busca de mais reforços. Até o momento, destaque mesmo para a chegada de Dudu, Zé Roberto e provavelmente Arouca. O restante complementará bem a equipe. É bom respeitar o Verdão em 2015, afinal não há nenhum time fantástico no Brasil e está cada vez mais provado que um trabalho planejado, realista e exaustivo dá muito mais resultado que um elenco caro.
Até a próxima!