quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

A RODADA DE QUARTA - Por Rodrigo Curty


A bola segue rolando pelos regionais no Brasil. A quarta-feira marcou a recuperação de algumas equipes, melhorias de outras e surpresas inesperadas.
No Sul, por exemplo, o Grêmio foi surpreendido e derrotado pelo Brasil de Pelotas, na despedida de Marcelo Moreno. O artilheiro jogará na China com o ex - companheiro Barcos. O tricolor deverá ter sérios problemas ofensivos.
O rival Internacional não consegue decolar. Desta vez não saiu de um empate sem gols contra o Cruzeiro-RS.
No mineiro, o Cruzeiro passou pelo Guarani fora de casa. Vitória de 3x1. Aos poucos a Raposa se acerta com a remontagem da equipe. Já no paranaense, o Coritiba foi derrotado por 2x0 para o Foz do Iguaçu, enquanto o Atlético PR chegou a mais uma vitória. Desta vez por 2x0 contra o Prudentópolis.
Pelo campeonato carioca, o Botafogo finalmente empolgou a sua torcida. Vitória de 3x0 sobre o Bangu com destaques para Bill que marcou duas vezes e Jobson que entrou bem. O alvinegro só não é líder momentâneo porque o Flamengo atropelou a Cabofriense por 5x1, com destaques para Eduardo da Silva que voltou marcando. Hoje Vasco e Fluminense voltam a campo. O primeiro contra o Macaé e o segundo contra o Boavista. Se o tricolor vencer retoma o primeiro lugar.
Em relação ao campeonato paulista, antes de entrar no clássico da rodada entre Santos e São Paulo, vale o registro da importante vitória do Palmeiras sobre o Rio Claro. Após duas derrotas seguidas sobre seus domínios, o Verdão jogou bem e provou que com o tempo chegará a sua melhor formação tática. Basta aguardar para ver se o torcedor terá essa paciência em uma nova derrota. 
Na Vila Belmiro, a partida foi eletrizante. Foi uma bela prova de fogo para os comandados de Muricy Ramalho. O placar de 0x0 foi um pecado do futebol, pois ambas as equipes pararam nas defesas de Vanderlei e Rogério Ceni, esse então operou no mínimo dois milagres. O tricolor sabe que terá que fazer mais para superar o Corinthians na estreia da semana que vem pela Libertadores. A promessa é de dois grandes duelos, que na temporada pode ocorrer mais 9 vezes, uma vez que se enfrentarão no Paulista, e em caso de passagem para outras fases podem medir forças também na Copa do Brasil, a partir das quartas do paulista e oitavas da Libertadores. Já pensou como não ficaria o coração destes torcedores? O certo mesmo é afirmar que para quem gosta de um bom jogo ficaria saciado.
Até a próxima!