segunda-feira, 30 de março de 2015

O FINAL DE SEMANA ESPORTIVO - Por Rodrigo Curty


O último final de semana esportivo foi bem interessante e com surpresas.
No GP da Malásia, por exemplo deu Sebastian Vettel. Calma, o alemão ter vencido não é surpresa para ninguém pela sua qualidade, mas o fato da Ferrari ter superado a Mercedes, aí a surpresa. O tetracampeão promete dar trabalho. Quem ganha é o torcedor.
No tênis, Rafael Nadal foi surpreendido contra o compatriota Fernando Verdasco e deu adeus de forma precoce do Master 1000 de Miami. No mesmo torneio, mas nas duplas, o Brasil foi bem na estreia. Marcelo Melo/Bruno Soares e Thomaz Bellucci/João Souza (Feijão) derrotaram o colombiano Santiago Giraldo e eslovaco Martin Klizan e os espanhóis Marcel Granollers/Marc López, respectivamente. Nas oitavas de final Marcelo Melo e Bruno Soares terão pela frente o britânico Jamie Murray e o australiano John Peers, enquanto Bellucci e João Souza medirão forças contra o croata Marin Draganja e o finlandês Henri Kontinen.
Agora o futebol. E não é que a Seleção Brasileira de Dunga segue invicta? Pois é, muitos vão dizer que amistoso é diferente de Copa do Mundo. Concordo, mas a questão é a nova cara que o treinador busca para a equipe. O elenco chamado para as oito partidas à frente do Brasil serviu para ter uma ideia de quem representará o país na Copa América, no Chile. É claro que o vexame sofrido na última Copa, jamais será esquecido, afinal levamos um 10x1 em dois jogos. Sete para a Alemanha e três para a Holanda.
Os jogos vencidos teve Seleções de peso como Argentina, Colômbia, França e Chile.  Foram 18 gols marcados e apenas dois sofridos. A Seleção de fato não me empolga, mas não por causa do time e sim pela CBF. Falta profissionalismo, pessoas sérias e comprometidas na Federação. Enquanto não tivermos a vontade dos comandantes em fazer da Seleção uma referência e não uma fonte de renda, os torcedores seguirão preocupados com seu time de coração.
E por falar nisso, os regionais seguem com tudo e próximo da fase que vale a pena se preocupar. O nível técnico é tão fraco no futebol brasileiro que no Paulista, por exemplo, o Palmeiras consegue dar um show contra o São Paulo e de forma bisonha perde para o Red Bull Brasil. O Corinthians, visto como o todo poderoso venceu o Bragantino apenas por 1x0. O Santos empatou com o São Bento e o São Paulo fez 3x0 no Linense sem convencer.
No Rio de Janeiro, o Flamengo é líder, mas levou sufoco contra o Bonsucesso. O clássico entre Botafogo e Vasco terminou 1x1 sem muita emoção. Já o Fluminense derrotou o Barra Mansa por 4x2 com menos de 1000 pagantes.  Em Porto Alegre, o Internacional sofreu para vencer o lanterna União Frederiquense por 1x0. No Mineiro, Cruzeiro e Atlético MG seguem firmes e prontos para se enfrentarem mais para frente, afinal com todo respeito ao América MG, essa é a tendência.
Vamos aguardar e quem sabe ter um Brasileirão mais equilibrado, prazeroso e empolgante. Será? Enquanto não chega vale acompanhar a Champions League e a Libertadores da América.
Até a próxima!