quinta-feira, 16 de abril de 2015

RODADA ELETRIZANTE - Por Rodrigo Curty


A rodada de quarta-feira foi emocionante na Copa dos Campeões, Copa do Brasil e Libertadores. Foram várias partidas que no fim mudaram o rumo do que parecia óbvio.
Na competição que é considerada a mais forte do planeta, o time a ser batido caiu. O Bayern de Munique estava desfalcado, mas isso não é desculpa e muito menos tira o brio e a bela partida realizada pelo Porto. A vitória de 3x1 dá muita moral aos portugueses para o duelo na Alemanha.
Já o Barcelona realmente voltou a encantar. O PSG não perdia em seus domínios desde o dia 23 de novembro de 2006. Nesses quase 9 anos foram 22 vitórias e 11 empates. Mas ontem não teve jeito. Neymar marcou o primeiro e Suárez que jogou muito marcou os outros dois gols na vitória de 3x1, com direito a dois dribles humilhantes debaixo das pernas de David Luiz. Inesquecível. Olho no Barcelona, o sério candidato ao título.
Já no Brasil, a Copa do Brasil deu um certo susto no Botafogo contra seu xará da Paraíba, porém no fim, a vitória veio tranquila por 4x2. Agora é encarar o Capivariano. O Vasco passou sufoco contra o Rio Branco do Acre. Venceu por 3x2, mas começou perdendo. O cansaço se fez presente ou a postura de achar que estava tudo ganho? O próximo adversário será o Cuiabá. O Atlético PR está realmente muito mal. Venceu o Remo por 5x4 nos pênaltis, após empate em 1x1. O Furacão luta para se manter na 1ª divisão do Paranaense e se não se atentar entra como um sério candidato ao descenso na Série A do Brasileirão. Na próxima fase mede forças contra o Tupi-MG. O Ituano perdeu do Joinville por 1x0, mas também avançou. Vai encarar a Portuguesa. No Sul, o Grêmio passou pelo Campinense por 2x0, mas precisa melhorar e muito. Encara agora o CRB-AL. E o Madureira? Pois é, o time carioca venceu o Maringá por 3x1, mas o gol fora de casa classificou os paranaenses que terão pela frente o Santos que venceu o Londrina por 1x0. A emoção aumenta cada vez mais no torneio de mata-mata.
Agora a Libertadores. O São Paulo sofreu muito contra o Danubio, no Uruguai. Ainda desorganizado taticamente, jogando sem técnica, mas com excesso de vontade, o tricolor conseguiu uma virada de 2x1. O resultado veio apenas nos acréscimos com Centurión e na base de quem não faz, leva. Essa foi a terceira vitória seguida do time comandado por Milton Cruz que mexeu bem no time. O ataque fez a diferença, mas até quando? Hoje, por mais que não assumam, os tricolores torcerão pelo Corinthians contra o San Lorenzo, pois assim jogam por um empate contra o alvinegro na última rodada, no Morumbi para avançar às oitavas. E lá se foi o tempo em que o São Paulo era um time a ser batido em seu estádio. De qualquer forma, penso que apesar dos pesares se avançar é bom as equipes se atentarem, pois o tricolor não vai querer largar o osso em busca do tetracampeonato.
O Atlético MG tropeçou contra o Atlas, no México. Victor fez o que pode, mas não conseguiu evitar a derrota por 1x0. O Galo agora precisa vestir a camisa “Eu acredito” e provar que os tempos de vencer nos momentos difíceis está à toda. É vencer o Colo-Colo (Chi) em casa na última rodada por uma diferença de dois gols e avançar. Será que dessa vez, o time de Levir Culpi cantará mais alto? Vamos aguardar.
Até a próxima!