segunda-feira, 11 de maio de 2015

BRASILEIRÃO VOLTA SEM EMPOLGAR - Por Rodrigo Curty


E começou mais um Brasileirão, série A. O torcedor estava com saudades do que é considerado o maior campeonato de futebol do planeta, o que convenhamos é um exagero. Uma das razões para pensarem que o torneio é o maior está no nível técnico, a cada ano mais equilibrado.
Nesta edição, vejo pelo menos cinco equipes fortes para levantar o título. Corinthians, Internacional, Cruzeiro, Atlético MG e São Paulo. Claro que não se pode menosprezar equipes equilibradas e com plantel recheado como Santos, Flamengo e Palmeiras.
Foi apenas a primeira rodada e com ela algumas certezas, dúvidas e ilusões. Não foi empolgante e deve começar a ser apenas a partir da 10ª rodada. Até lá, sem titubear e que me perdoem os catarinenses e paranaenses, mas não consigo imaginar uma disputa entre eles apenas pela sobrevivência. O fator casa e confronto direto entre eles serão fundamentais para a permanência na elite em 2016.
O Coritiba provou essa fraqueza no sábado. Vencia a Chapecoense e levou a virada por 2x1. O atual campeão da série B e catarinense Joinville foi valente, jogou desde o primeiro tempo com um jogador a menos, porém não aguentou a pressão do Fluminense e perdeu de 1x0. E o Palmeiras? Pois é, o Verdão recebeu o misto do Atlético MG e conseguiu um empate em 2x2 nos apagar das luzes.
O mesmo aconteceu com a Ponte Preta. A Macaca perdia para o Grêmio no jogo matinê e no último lance achou o empate em 3x3. O tricolor terá problema na competição.
A tese não serve para o Internacional, apesar da derrota de 3x0 para o Atlético PR, quem diria? 3x0 com show de Walter. É bom os rubro-negros não se iludirem e o Colorado avançar na Libertadores, senão a pressão será grande.
O destaque da rodada foi a goleada do Sport, o único representante do Nordeste. Vitória de 4x1 com propriedade. O Leão promete surpreender, será? O Figueirense deve ter mais um ano difícil. Já o rubro-negro carioca decepcionou. Perdeu para o misto do São Paulo por 2x1 e não provou que o período de treinos e preparação em Atibaia valeram a pena. Falta um 10 e um atacante de área, uma vez que sem Alecsandro  não jogou por estar resfriado. O tricolor provou que a fase está boa e que pode conseguir o que para muitos é inesperado.
O Corinthians voltou a vencer e amenizou um pouco a pressão que ronda no clube. Passou pelo também reserva Cruzeiro por 1x0. Ambos devem brigar ponto a ponto pelo título. Vencer confronto direto é muito importante, ainda mais quando esse é o atual bicampeão. Lamentável é o jogo ter sido em Cuiabá. A grana e a política para os “estádios da Copa” não virarem elefantes brancos se farão presentes no torneio.
O Vasco voltou a elite e não empolgou. O campeão carioca recebeu o campeão goiano e não saiu do zero em partida sem emoção. É preciso se reforçar urgente, caso contrário não aguentará a pressão das 37 rodadas adiante. Vamos aguardar.
Por fim, o Avaí jogou com muita disposição contra o recuado e melhor tecnicamente Santos que saiu na frente no empate em 1x1. Robinho e Lucas Lima são peças fundamentais para o Peixe. Se saírem complica e muito a equipe.
Nesta semana as atenções se voltam para a Copa do Brasil e para a Libertadores. Quem avança no torneio internacional? Independente de quem siga, quem cair focará o Nacional, então é bom não vacilar.
Até a próxima!