quarta-feira, 24 de junho de 2015

ROJA SEGUE FIRME E FORTE NA COPA AMÉRICA - Por Rodrigo Curty


E o primeiro duelo das quartas de final da Copa América foi nervoso, provocante e com emoção e alívio nos minutos finais.
Os donos da casa foram melhores desde o início. Com maior posse de bola, alternativas táticas e jogando para ganhar e não por uma bola, o Chile definitivamente provou que pode sim conseguir o inédito título.
A equipe bem dirigida por Sampaoli é equilibrada e consegue, de acordo com a partida ser uma força conjunta ou individual. Conta com peças em todos os setores. Díaz na marcação, Aránguiz e Vidal que também sabem sair jogando e chegam como elemento surpresa, e um ataque com Sanchéz e Vargas bem abastecido por Valdivia, que jogando solto é outro jogador. O “Mago” vive uma ótima fase.
Já a Celeste também tem um bom time, mas hoje não teve forças e nem espaços para se impor e fazer na pior das hipóteses com que a sua camisa jogasse sozinha. Os principais jogadores não estiveram bem, e para piorar com uma arbitragem, apenas para variar ruim e polêmica do brasileiro Sandro Meira Ricci ajudou a complicar ainda mais, após Cavani ser expulso por cair na provocação de Jara. Agora vai dizer que você deixaria barato levar uma “mão boba”? É importante ressaltar que o jogador chileno já havia feito a provocação antes. Na segunda levou um tapa que foi suficiente para um teatro e ação de Ricci.
Sampaoli colocou o time ainda mais à frente e quando tudo parecia terminar empatado, veio o gol. Muslera vacilou em uma saída de bola, e a mesma sobrou para Valdivia, que só teve o trabalho de consagrar o lateral Isla e fazer o estádio Nacional tremer.
O tempo ia passando e o jogo ficando tenso, antes do fim, mais discussão e outro uruguaio expulso. Na ocasião, Fucile.
A Roja enlouqueceu seus torcedores, mas sabe que precisa ter os pés no chão, afinal ainda faltam dois jogos para a consagração final. Será que o Chile consegue a proeza? Amanhã a bola rola para Bolívia e Peru. Quem vencer encara os donos da casa em uma das semifinais. Vamos aguardar, mas que seria legal ver o Chile campeão, isso seria.
Até a próxima!