segunda-feira, 22 de junho de 2015

CONFRONTOS DAS QUARTAS DE FINAL DA COPA AMÉRICA - Por Rodrigo Curty


Hoje o Rio de Janeiro, principalmente para os torcedores do Flamengo, amanheceu mais triste com a notícia da morte de um grande ídolo. Luís Carlos Nunes da Silva. Carlinhos não foi apenas um ex-jogador que recebeu o apelido de Violino. O volante fez história com a camisa rubro-negra. Venceu um Rio-São Paulo (1961) e dois Cariocas (1963-1965). Como treinador, ajudou e muito nas conquistas de dois Campeonatos Brasileiros (1987 e1992), três Cariocas (1991-1999-2000) e uma Mercosul (1999). Foram 77 anos de vida que ficarão eternizados na Nação.
Mas como a vida no futebol deve seguir em frente, vamos falar dos confrontos das quartas de final da Copa América. O torneio tem sua importância, mas não deve ser tão valorizada, principalmente pelo Brasil. Tudo bem que o momento pedi a volta do respeito, mas por outro lado uma conquista pode ofuscar uma realidade. A reestruturação não está sendo feita da forma correta. A CBF não tem condições de se manter como a Instituição responsável pela Seleção. Precisa se organizar, mudar seus comandantes urgentemente.
É preciso coragem e um trabalho que possa fazer com que a identidade do torcedor com à Amarelinha volte a existir. Uma Seleção Brasileira composta com pelo menos 50% de jogadores atuantes no país. Um trabalho de base mais sério e profissional, a fim de manter os jovens talentos no país por muitos anos e não da forma que se encontra, de saírem, antes mesmo de jogarem por seus clubes formadores.
De volta ao torneio, vejo uma ligeira vantagem para os donos da casa. O Chile é uma das poucas que empolga e joga em busca do gol. Seria muito interessante vê-los campeões pela primeira vez. O adversário do dia 24/06 será a tradicional escola uruguaia. Todo cuidado é pouco, pois quando a fase se afunila, às vezes a camisa pesa mais que o time. Quem avançar terá pela frente o vencedor do dia 25/06 entre Bolívia e Peru. Vejo os peruanos com uma pequena vantagem. Podem seguir surpreendendo.
Do outro lado teremos no dia 26/06 os argentinos que ainda não decolaram e mostraram o porque de serem os favoritos medindo forças contra a Colômbia. Apesar de estável, o histórico duelo é bem lembrado de forma positiva pelos colombianos. Jogo bom de assistir. O vencedor terá pela frente o “novo” Brasil que não terá Neymar ou o valente time do Paraguai que já aprontou contra Argentina e Uruguai. Jogo bem equilibrado.
Vamos aguardar. Se fosse para arriscar palpites eu cravaria Chile x Peru e do outro lado Argentina x Paraguai, mas é na bola e nos 90’ que saberemos o que vai dar.
Até a próxima!