quarta-feira, 22 de julho de 2015

A TORCIDA PELO DUELO TRILEGAL - Por Rodrigo Curty


A Libertadores está em sua reta fina. O primeiro finalista já foi conhecido. Trata-se do tradicional time do River Plate, da Argentina, que de desacreditado e último colocado na fase de grupos, provou a sua força.
O time dirigido por Marcelo Gallardo cresceu no torneio. Dos incidentes contra o Boca Jrs nas oitavas de final, a passagem as quartas, no qual derrotou o Cruzeiro com propriedade, em pleno Mineirão e o duelo equilibrado contra os paraguaios do Guaraní, o colocam agora como um sério candidato ao tricampeonato da competição.
Engana-se quem pensa que a tarefa foi fácil. O bom e surpreendente time do Guaraní bem que tentou, porém a derrota na primeira partida por 2x0, no Monumental de Núñez custaria caro, mesmo jogando no Defensores del Chaco.
No duelo, os argentinos não se omitiram e começaram melhor na partida, perderam chances e aos poucos foram jogando com o regulamento. Esse foi quase um erro fatal. O gol de Fernández, do Guaraní aos 16’ incendiou a partida. Daí para frente foram três chances claras de fazer o placar, que levaria no mínimo a decisão as penalidades, mas como diz a máxima -  “quem não faz, leva”, o River resolveu ir para frente nos contragolpes e, após perder chances claras de gols, conseguiu marcar com Alario.
Foi um balde de água fria. A torcida reconheceu o empenho do time da casa, e no fim teve que se contentar com a superioridade do River Plate, que agora espera pelo seu adversário.
O mesmo será conhecido nessa noite. De um lado os mexicanos do Tigres, que perdeu apenas duas partidas no torneio e promete dar conta do recado. Do outro, os brasileiros do Internacional, que aparentemente recuperaram a autoestima.
No jogo de ida, na Arena Beira-Rio deu Colorado por 2x1. Para os mexicanos basta uma vitória simples para chegar à decisão. O time dirigido por Diego Aguirre não terá vida fácil. De qualquer maneira para chegar ao objetivo de conquistar à América pela terceira vez, a receita ideal é a de buscar o gol desde o início.
Passando o Inter, a primeira partida da final será em Buenos Aires. A minha torcida é pelo duelo que definirá o novo tricampeão da Libertadores e o seu?
Até a próxima!