quinta-feira, 27 de agosto de 2015

MENGÃO, TIMÃO E DUPLA MINEIRA SÃO ELIMINADOS DA COPA DO BRASIL - Por Rodrigo Curty


A Copa do Brasil, lançada em 1989 sempre foi proporcional zebras históricas. Mas nas últimas edições não foi bem isso que aconteceu. Com a entrada das equipes eliminadas da Libertadores, o torneio de certa forma ficou mais forte e sem muita chances para surpresas. Mesmo assim, na noite de quarta-feira, alguns favoritos foram eliminados.
Na semana passada o São Paulo perdeu para o Ceará, o Fluminense sofreu contra o Paysandu e para muitos, a eliminação de ambos era dada como certa. Ora, a camisa pesa na hora da decisão. Os tricolores contam com uma história e uma estrutura muito maior que os dois citados, logo era impossível não acreditar no revés. Eu até acreditei que o time paraense passasse adiante, mas pelos desfalques do Fluminense do que pela qualidade. No fim, placar igual ao do Rio de Janeiro -  2x1. Já o Vozão, por sua vez, provou porque está perto da série C. Uma equipe totalmente sem emocional, mesmo jogando em casa deu adeus com um “magro” 3x0.
Nas outras partidas, se é que podemos considerar zebras, deu Figueirense, Palmeiras e Vasco.
O primeiro provou que dentro de casa será um time a ser batido com Renê Simões no comando. Conseguiu a classificação contra o vice-líder Atlético MG, graças a vitória por 2x1, de virada. O Galo agora terá apenas o Brasileirão para se preocupar. O Palmeiras fez do dia da comemoração dos 101 anos uma partida impecável. Passou por cima do irreconhecível, desestruturado e desmotivado Cruzeiro. 3x2, fora o baile, com destaque para o jovem talento, Gabriel Jesus que jogou como um veterano. O Palmeiras é inconstante, mas tem tudo para ser mais regular e alegrar à sua torcida.
No Maracanã, mais uma vez o Vasco calou os torcedores do Flamengo. Em partida nervosa, o rubro-negro saiu na frente, porém perdeu o padrão de jogo com as saídas de Guerrero e Ederson, machucados. Como se não bastasse, levou mais um gol de cabeça nos minutos finais. Foi o sétimo em sete jogos. Empate em 1x1. A situação do Cruz-Maltino no Brasileirão é crítica, mas à luz no fim do túnel é um alento para o restante da temporada. No lado do rival, Oswaldo de Oliveira ainda não encontrou a fórmula ideal, assim é para pensar se a culpa pelos resultados anteriores era apenas de Cristóvão Borges? Brasileirão no G4 virou obrigação.
E o clássico paulista? Pois é, o Corinthians que não sabe o que é perder no Brasileirão não consegue de jeito nenhum triunfar contra o Santos. A história se repetiu mais uma vez. O Peixe é outro com Dorival Jr. O time joga um futebol mais refinado e objetivo. Em novas falhas da defesa corintiana e com dois gols idênticos, o time da Vila Belmiro cravou a sua classificação por 2x1. No Timão, a única certeza que se tem, é de que a torcida cobrará o título nacional.   
Hoje teremos mais duas partidas. O Grêmio, em casa recebe o Coritiba. No primeiro duelo venceu por 1x0, assim deve passar adiante. O Ituano recebe o Internacional, que na ida fez um bom placar de 2x0. O Colorado também tem tudo para avançar. É aguardar para ver.
Até a à próxima!