quinta-feira, 10 de setembro de 2015

BRASILEIRÃO GANHA EM EMOÇÃO, APESAR DE ERROS E CONSPIRAÇÕES - Por Rodrigo Curty


O Brasileirão está na 24ª rodada e segue à toda no quesito equilíbrio. É verdade que essa tônica não é uma exclusividade desta edição da competição de pontos corridos, mas por tudo que aconteceu até aqui, seja por erros ou conspiração de arbitragem a favor de A ou B, a reta final promete ser ainda mais eletrizante nas duas pontas da tabela.
Se para muitos, apesar de tudo isso, o campeonato está manchado, comprado, mal administrado pela CBF e STJD, o que o torna desinteressante, algo me diz que isso mudará, afinal, pela paixão e insistência em querer acreditar que não existe conspiração, vale a torcida para que o clube de coração faça a sua parte para no final ser sucedido ao inesperado e cale os mais pessimistas. É bom ver quando o bem vence o mal, e isso normalmente acontece com mais frequência, basta ter competência e foco ao invés de se agarrar em desculpas, mesmo que este seja o melhor caminho.
O campeonato teve algumas alternâncias no G4, mas a tendência é que no máximo sete equipes briguem pelas quatro vagas. A liderança também não é mais uma certeza para o Corinthians. O Timão que chegou a ter sete pontos de vantagem para o “revoltado” Atlético Mineiro deve se atentar e não dar mais sopa para o azar. Às vezes a certeza de ter pontos sem jogar é um perigo, por isso mesmo que os comandados de Tite tenham como grande aliado a diferença dos próximos confrontos, teoricamente menos complicados que os da equipe mineira é bom não vacilar. Quem gosta disso é o Grêmio que está com uma diferença de seis pontos e não vai largar o osso tão fácil para ser o campeão.
Por fora, correm Flamengo e Santos, duas equipes que há pouco mais de um mês eram consideradas meros participantes e hoje são sérios postulantes à garantirem vaga na Libertadores.  
Na parte da degola, o Vasco venceu, mas precisa além das vitórias para se manter na elite em 2016. Depender de outras forças é complicado para qualquer agremiação. Acredito que teremos mudanças entre as equipes hoje na 14ª posição para baixo. O torneio exige regularidade, e isso significa vencer pelo menos três seguidas, evitar empatar e perder principalmente em casa. Teremos o prazer ainda de acompanharmos jogos com cara de decisão e os chamados de seis pontos.
Independente de tudo isso, mesmo que o torcedor volte a se animar, o desejo de ver um Brasileirão no formato de mata-mata não saíra de pauta. Vamos aguardar!
Até a próxima!