quarta-feira, 21 de outubro de 2015

EQUILIBRIO NAS SEMIFINAIS DA COPA DO BRASIL - Por Rodrigo Curty


E hoje a bola vai rolar pela semifinal da Copa do Brasil. A competição que é vista por muitos torcedores como a melhor competição nacional, principalmente por ter a fórmula de mata-mata, terá três paulistas contra um carioca.
O campeão, assim como o do Brasileirão, garantirá uma das vagas para à próxima Libertadores da América.
No Maracanã, o Fluminense receberá o Palmeiras. O time paulista, apesar de desfalques importantes, espera manter a sua hegemonia sobre os cariocas nessa temporada. Até aqui foram quatro partidas e quatro vitórias. O curioso é que em três dessas partidas, o Verdão marcou quatro gols, sendo uma delas, na goleada contra o próprio adversário desta noite, no mesmo palco. Foi a melhor exibição de Lucas Barrios, autor de três tentos, e que está louco para repetir a dose.
Mas o tricolor agora é outro. Tem no comando o bom técnico Eduardo Baptista. A expectativa do time das Laranjeiras é vencer sem levar gols. Deve ser ofensivo, mas precavido atrás. A defesa não inspira confiança. O meio-ataque se funcionar fará do time vencedor. O jogo deve ser bastante equilibrado, por isso tem "cara" de empate. Vamos aguardar.
No Morumbi, mas um San-São pela frente. O tricolor está com o Peixe engasgado, afinal faz tempo que o são-paulino não vibra com uma eliminação do rival. A última aconteceu no campeonato Paulista de 2000. De lá para cá, os números impressionam. Foram cinco oportunidades e cinco triunfos do time da Vila Belmiro. Nesse ano já foram quatro duelos, sendo duas vitórias santistas, um empate e uma única vitória do São Paulo.
Os treinadores costumam ir bem contra o rival. Se Doriva tem um histórico vitorioso contra o alvinegro, Dorival não fica atrás. Já enfrentou cinco vezes o São Paulo e tem a impressionante marca de 100%.
O tabu existe para ser quebrado, o momento das equipes são completamente diferente. O São Paulo que busca triunfar pela 75ª vez contra o Santos, no Morumbi,  passa por problemas políticos, aguarda o julgamento do STJD, no caso Maidana e sonha em conquistar o título que lhe falta. O Peixe vive ótimo momento, tem o artilheiro do Brasileirão e um futebol que enche os olhos de quem gosta do esporte Bretão. Pode até sair derrotado hoje, mas marcando gols, dificilmente estará fora da final. Humildade, respeito e sabedoria para prevalecer o favoritismo serão fundamentais.
Até a próxima!