domingo, 21 de fevereiro de 2016

O PRIMEIRO FLA X FLU NINGUÉM ESQUECE - Por Rodrigo Curty

E o Fla x Flu, pela primeira vez na história do campeonato carioca foi jogado fora do Rio de Janeiro. O clássico que já tem longos 110 anos de história foi realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 
Assim como a partida ter sido de forma inédita, o rubro-negro finalmente para seu torcedor também foi bem diferente de outras partidas. O time jogou, talvez a sua melhor partida no ano. Aos poucos o técnico Muricy Ramalho encontra a melhor formação tática e o desempenho físico de sua equipe. 
O Flamengo mandou nas ações praticamente no jogo todo. O time pouco errou passes, esteve mais equilibrado emocionalmente, apresentou jogadas trabalhadas, entre a zaga (hoje formada por César Martins e Wallace), meio e ataque e chutou demais na meta adversária.
O meio-campo formado por Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Manucello e com Emerson e Cirino recompondo foi interessante e deve ser mantido. Guerrero se alternando pelas pontas e central dificultou a marcação tricolor.
O Flamengo venceu por 2x1, gols de Arão e Guerrero e levou um gol, após a bela cobrança de falta de Gustavo Scarpa. Parabéns para o time que mais buscou a vitória e mesmo com um jogador a menos(dois expulsos - Cuéllar e Wallace / Fluminense - Marcos Junior), se retrancou. Jogou sim por uma bola para matar o jogo, mas sempre se colocou com um jogador a mais no ataque.
É sempre bom lembrar que empolgar em partidas do regional é um perigo. O deslumbre vai atrapalhar qualquer grande que se considerar imbatível, após vencer um duelo com o rival.
O Flamengo aos poucos evolui, o Tricolor tem que manter a calma, pois tem peças para se encaixar na temporada, apesar da falta de reposição e um treinador que aparentemente perdeu o "comando". A partida contra o Botafogo poderá ser crucial para a permanência ou não de Eduardo Baptista. Vamos aguardar.
Até a próxima!