terça-feira, 12 de abril de 2016

CRISTIANO RONALDO EM NOITE DE GALA - Por Rodrigo Curty

E o mundo do futebol, quando não se envolve em sujeiras e é bem planejado, se torna realmente maravilhoso. Indiscutivelmente a Copa dos Campeões é o maior e melhor torneio do Mundo. Os clubes, a organização, o pré e pós evento, enfim, como se não bastasse, ainda têm os maiores craques do planeta reunidos.
As partidas de volta das quartas de finais começaram de forma surpreendente. Se na Inglaterra, o Manchester City precisava de um simples resultado para ficar pela primeira vez entre os quatro primeiros, o mesmo fez a lição de casa contra o belo time do PSG. Vitória de 1x0 e gosto de quero mais. O time francês, mais uma vez fica nas quartas. Custou caro empatar por 2x2 em casa.
Já na outra partida, o Real Madrid, que havia perdido na ida para o time alemão do Wolfsburg por 2x0, tinha que tirar a diferença.
Apesar de ter um time de galáticos e com potencial de reverter qualquer desvantagem, antes do duelo, era impossível os mais pessimistas esquecerem o retrospecto ruim do time merengue na competição.
Para você ter uma ideia, nas últimas oito vezes que o Real Madrid foi derrotado na partida de ida de um mata-mata no torneio, acabou eliminado em todas. A última vez que o time conseguiu reverter uma situação parecida foi na edição da temporada 2001/2002 contra o Bayern de Munique. Perdeu na ida por 2 a 1 e fez a lição de casa, vencendo por 2 a 0, no Santiago Bernabèu. Naquele ano, aliás o Real Madrid seria o campeão, eliminando Barcelona e vencendo o Bayern Leverkusen na final. Zinade, hoje treinador, era o maestro daquele time milionário.
Desta vez, a magia veio de outro ídolo - Cristiano Ronaldo. O português resolveu a partida. O craque marcou os três gols da vitória de 3x0 e segue firme como artilheiro da temporada com 16 gols. Uma atuação brilhante, histórica e que faz do camisa 7, novamente um cara a ser respeitado, idolatrado e herói merengue. 
Como se não bastasse, CR7 ainda bateu novos recordes. Ele se igualou ao ex-craque Seedorf como o quinto jogador com mais atuações no torneio. Essa foi a partida de número 125. Perde apenas para o inglês Giggs (141), Raúl (142), Xavi (151) e Casillas (156). Hoje ele também igualou ao craque italiano Del Piero, após marcar o seu 11º gol de falta.
Resta pouco para o time tentar levantar a sua 11ª taça. A tarefa não será fácil, afinal, a princípio tem Bayern de Munique e Barcelona pela frente, mas que os adversários se cuidem, pois o endiabrado português promete mais.
Até a próxima!