quarta-feira, 6 de abril de 2016

A ESPERANÇA É VERDE - Por Rodrigo Curty

E parecia que a noite terminaria de forma terrível para o Palmeiras na Libertadores. O Verdão precisava vencer o Rosário Central, em plena Argentina para ter mais tranquilidade para avançar a fase de oitavas, mas no fim, pelas circunstâncias, o empate por 3x3 acabou sendo um resultado bastante comemorado.
A partida foi eletrizante. Muitas chances criadas, provocações com a cara de Brasil e Argentina e no fim, ambos com caminhos diferentes pela frente.
Cuca aos poucos encontra a melhor formação do elenco palmeirense. Vindo de uma semana conturbada e ameaçadora, no jogo, o que se viu foi o time brasileiro com grandes possibilidades de sair vitorioso. Saiu na frente com o atacante Gabriel Jesus, que faria também o segundo gol. Mas a juventude, nervosismo e falta de maturidade na hora "h" quase custou caro ao craque promissor, que expulso aos 27' da etapa final, logo após ver o seu time levar a virada, por pouco não deu adeus da competição.
O Palestra ficou por duas vezes na frente, poderia ter tido melhor sorte ofensivamente, pois defensivamente teve com Fernando Prass, apenas para variar. Os erros infantis no pênalti de Vitor Hugo, na falha de marcação, na jogada ensaiada dos argentinos e erros de passes não pode continuar e só não foram mais destaques do que o gol salvador de Lucas Barrios.
Agora é rezar para se classificar no grupo 2. Deverá torcer para o Nacional (Uru) passar pelos argentinos. O que resta é acreditar que o jogo de "compadres" não acontecerá, afinal o uruguaio ainda briga para ser o melhor time da primeira fase. Vamos aguardar.
Até a próxima!