segunda-feira, 2 de maio de 2016

AS FINAIS REGIONAIS - Por Rodrigo Curty

E falta pouco para o Brasil conhecer os seus campeões regionais. Equilíbrio, decepções, surpresas e bons jogos fizeram a alegria dos torcedores nesse final de semana. Essas foram algumas das decisões:
Em São Paulo, a surpresa novamente foi o Grêmio Osasco Audax. O time que eliminou São Paulo e Corinthians teve pela frente o "rei" do Paulistão - Santos Futebol Clube. Mesmo jogando em casa, apesar de uma partida que poderia ter tido muitos gols terminou empatada em 1x1, o que acabou sendo bom para o Peixe, que decide na Vila Belmiro e dificilmente tropeçará.
No Rio de Janeiro ninguém para o Vasco da Gama. Mesmo jogando menos que o rival Botafogo, o Cruzmaltino foi objetivo. Vitória de 1x0 que aumenta ainda mais a vantagem para a finalíssima no próximo domingo, novamente no Maracanã. O jogo promete ser muito bom.
Em Minas Gerais, o América MG fez mais uma vítima. O Atlético MG, que aliás, assim como o Cruzeiro ainda não sabe o que é vencer o Coelho na temporada. Desta vez, o placar de 2x1 deu esperança ao Galo, que voltará as atenções para a partida de volta pela Libertadores, quarta-feira contra o Racing. Duas decisões na semana e preocupação para o torcedor.
Já no Rio Grande do Sul, o que se viu foi o Internacional batendo o Juventude e praticamente colocando a mão em mais uma taça. O "papão" do Sul joga a final no Beira-Rio e deve vencer mais uma vez.
No Paraná, o Atletiba foi demais. O rubro-negro não tomou conhecimento e atropelou o maior rival. Vitória de 3x0, fora o show. O Couto Pereira provavelmente veja uma volta olímpica do Furacão.
Outro rubro-negro que venceu foi o Vitória. O Bahia não consegue passar pelo rival e agora terá que tirar a vantagem de 2x0, que diga-se de passagem veio com um erro estrondoso do árbitro Anderson Daronco.
E em Pernambuco. Pois é, o Santa Cruz foi o campeão da Copa do Nordeste e quer mais. Na próxima quarta-feira faz a primeira partida da final contra o Sport, que promete acabar com toda essa euforia do Coral, será?
Até a próxima!