segunda-feira, 16 de maio de 2016

BRASILEIRÃO COMEÇA COM A PIOR MÉDIA DE GOLS - Por Rodrigo Curty

E o Brasileirão finalmente começou. Infelizmente para o torcedor, o fator mais importante do futebol não se fez tão presente nessa primeira rodada -  o gol.
E olha que a média de de apenas 1.4 gol / partida só não foi pior, porque Palmeiras e Santa Cruz conseguiram balançar as redes em quatro oportunidades. Para se ter uma ideia, no ano passado, a primeira rodada que também teve 10 jogos teve a média de 2.8, ou seja 28 gols marcados.
O que preocupa a cada ano é que as equipes estão mais preocupadas em não levar gol do que correr o risco de vencer. Pontos corridos, muitas das vezes faz uma comissão técnica pensar errado. Vale mais ganhar e perder do que somente empatar, ou seja, o fato de não levar gols e muito menos marcar é um péssimo negócio mais para frente.
Nessa primeira rodada, os grandes destaques como mencionado foram as equipes de Palmeiras e Santa Cruz. O primeiro provou que pode sim surpreender e fazer um belo campeonato, porém Cuca terá que conduzir bem seu "gigante" e "qualificado" plantel. A vaidade, ciúmes e "grupos" de jogadores pode culminar para mais um fracasso. Vamos aguardar.
O time pernambucano veio em uma crescente, Saiu da D para chegar até a série A com o objetivo de permanecer. Tem no fator casa, sua grande força. É lá que pode fazer algo maior que o esperado.
No restante dos Estados, em São Paulo, o atual campeão Corinthians provou ser realmente um time comum e muito valorizado. Tite é bom, mas nem sempre conseguirá fazer milagre. O São Paulo é uma incógnita. Sem dúvida nenhuma que a equipe está mais equilibrada e com a cara de Bauza, a única dúvida é até quando isso se sustentará, em caso de eliminação da Libertadores. O Santos tem um bom plantel e Dorival tem a receita para se manter entre os primeiros. O único problema é a necessidade plena de depender de Lucas Lima. A Seleção Brasileira e a janela no meio do ano são grandes adversários. 
No Rio de Janeiro, o Flamengo começou ganhando e mesmo sem convencer, deixou claro que o importante é somar pontos. O rival Fluminense como sempre chega sem favoritismo e soma seus pontos. Pode surpreender. Diferente do Botafogo, que deixou claro que o regional é um perigo. Se não se reforçar e principalmente arrumar a pontaria, pode anotar - vai sofrer para se manter na elite.
No Sul do país, Internacional e Grêmio não são favoritos, mas tem camisa. O Colorado é muito jovem e o Tricolor experiente. Resta saber quem suportará melhor as próximas 37 rodadas.
Já em Santa Catarina, a Chapecoense deve conseguir se manter na série A. É um time "enjoado" e com jogadores experientes. O mesmo não dá para dizer do Figueirense. 
E Minas, o Atlético MG é para mim um dos grandes favoritos ao título. Claro que tudo dependerá do que ocorrerá após a "janela". O Cruzeiro com Bento terá que se adaptar a uma nova metodologia de trabalho. Não sei se dará resultado nessa temporada. O América MG tem um time interessante e precisa provar que tem fôlego para suportar às adversidades. 
No Nordeste, Sport e Vitória geram dúvidas. A princípio podem se destacar se vencerem em seus domínios.  Por fim, no Paraná, a dupla Atletiba deve sofrer bastante para ficar na elite. É apenas uma opinião. 
Que venham as próximas 37 rodadas e de preferência com muitos gols.
Até a próxima!