sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

SANTOS SEMPRE SANTOS - Por Rodrigo Curty

E o campeonato Paulista começou com uma goleada  de 6x2 do Santos sobre o Linense, na Vila Belmiro. E olha que o time comandado por Dorival Jr nem contou com os seus reforços para a temporada.
Para quem não sabe ou se recorda, nomes importantes como do lateral Matheus Ribeiro, do zagueiro Cléber, do volante Leandro Donizete e do atacante Kayke constam no BID e em breve estarão na lista do elenco nas partidas. A ansiedade dos torcedores para verem os atacantes Vladimir Hernández, Bruno Henrique, porém, deverá ser controlada, uma vez que não tem data definida para inscrição no BID.
O fato é que não é de hoje que a receita de lançar garotos ao lado de experientes dá certo no alvinegro. O Peixe normalmente entra nos torneios sem ser o favorito e aos poucos consegue calar as críticas e surpreender. É a mística do Santos sempre ser Santos. Buscar da base a saída para não fazer feio e de quebra saldar as dívidas.
O ano será de muita cobrança e desejos. A Libertadores sem dúvida nenhuma é a grande ambição do atual papão de regionais que tem tudo para conquistar o tricampeonato. Se o ataque é a melhor defesa, a chance de sucesso é bem real. Assim como o setor ofensivo sempre resolve, ultimamente a zaga santista também dá arrepios, pelo menos até Kléber se adaptar. Yuri e Lucas Veríssimo, titulares nessa noite sentiram a estreia, principalmente o segundo. O Linense não se aproveitou de todas as oportunidades.
A briga no setor ofensivo promete dar dor de cabeças a Dorival. Ricardo Oliveira não jogou por se tratar de uma caxumba e seu substituto - Rodrigão marcou dois gols e acertou a trave. Foi ovacionado. O velho conhecido Thiago Ribeiro retornou com pé-direito e também fez o seu. Já Lucas Lima e Vitor Bueno mantiveram a mesma sintonia e futebol do ano passado e para variar também marcaram. Outro que marcou foi o jovem talentoso Arthur Gomes, olho no abusado jogador.
O próximo desafio será no domingo, dia 12 contra o Red Bull Brasil no Pacaembu e a tendência é de "chover" mais gols na equipe adversária. Vamos aguardar!
Até a próxima!