quarta-feira, 15 de março de 2017

LUCHO MARCA E FURACÃO VENCE SAN LORENZO - Por Rodrigo Curty

E o Atlético PR conseguiu uma proeza na Copa Libertadores. O Furacão foi até a Argentina encarar o San Lorenzo e se deu bem. A atmosfera do estádio Nuevo Gasômetro, a torcida contra, a pressão por melhores resultados do time de Diego Aguirre, isso foi tudo por água abaixo, logo aos 3' de partida.
Sim, quem imaginava o time brasileiro sendo derrotado e sem força, após o vacilo no empate em casa contra o Universidad Católica, se enganou. O time que a princípio ficaria  esperando e acovardado, vibrou com o gol do experiente volante Lucho González, após belo lançamento do zagueiro Paulo André e bom cruzamento de Sidcley.
Os comandados de Paulo Autuori apanharam, souberam catimbar e contaram com a estrela e competência de Weverton que como nas outras partidas, fez defesas incríveis. O erro dos brasileiros, como da maioria das equipes quando estão vencendo foi jogar no erro do adversário. Desta vez deu certo e as oportunidades perdidas por Nikão e o mesmo Lucho cara a cara com Torrico não fizeram falta.
Na segunda etapa, o time argentino pressionou o tempo todo e parou no goleiro atleticano. Eram chances atrás de chances, um festival de bolas cruzadas pelo alto e um pênalti desperdiçado por Blandi. E diga-se de passagem, que só o juiz viu penalidade. Quem lamentou não estar mais em campo foi o "gordo" Néstor Ortigoza, batedor oficial da equipe que tem como grande torcedor o Papa Francisco.
Antes do apagar das luzes, deu tempo para Weverton salvar mais duas vezes, sendo a primeira espetacular, após cabeçada de Blandi .Não foi dessa vez que o atacante pode se redimir de um erro. Do lado brasileiro, Lucho perdeu um gol incrível e que dessa vez não fez falta.
Esse Atlético merece respeito e jamais ser menosprezado. Ninguém ganha ou perde de véspera, ainda mais quando se trata de Libertadores. O Furacão provisoriamente assumiu a liderança do grupo 4, enquanto o San Lorenzo amarga a lanterna sem nenhum ponto.
Na próxima rodada, os atleticanos encaram o Flamengo, em local indefinido e os argentinos visitam o Chile para encarar a Católica. Depois eu conto.
Até a próxima!