segunda-feira, 17 de abril de 2017

DOMINGO DE TAÇA, SURPRESAS E LAMENTAÇÕES - Por Rodrigo Curty

O domingo foi de festa pelos regionais. Agora já estamos na reta final das competições. Destacarei alguns. No Rio de Janeiro, o 2º turno, a Taça Rio acabou. O Vasco encarou o Botafogo e levou a melhor. Venceu por 2x0, garantiu a taça e agora espera repetir a dose na parte final do torneio. O Cruz-Maltino encara o Fluminense, enquanto o Glorioso terá pela frente o Flamengo. Haja clássicos no cariocão.
No Rio Grande do Sul, Grêmio e Internacional penaram nas semifinais. O Colorado venceu o Caxias apenas por 1x0 e agora decide a passagem para final, jogando na casa do adversário. Já o tricolor gaúcho empatou com o Novo Hamburgo em 1x1. Cara de zebra à vista. Vamos aguardar.
Em Pernambuco, o Santa Cruz venceu o Salgueiro por 1x0 e o Sport no clássico contra o Náutico venceu por 3x2. Por lá está tudo em aberto.
Agora em São Paulo. Pois é, o todo poderoso Palmeiras foi visitar a Ponte Preta e foi atropelado. A Macaca venceu por 3x0 e teve ainda duas penalidades não assinaladas pela arbitragem. É possível reverter a diferença em casa? Sim, o problema é que o time de Gilson Kleina costuma marcar fora de seus domínios. Faça a sua aposta.
E o São Paulo? Pois é, o tricolor perdeu mais uma. Desta vez, o algoz foi o Corinthians, em pleno Morumbi. O alvinegro foi melhor em quase todo o jogo e merecidamente venceu por 2x0. O time de Rogério Ceni não apresenta um bom padrão tático. Repetiu os mesmos erros na derrota contra o Cruzeiro. Falta equilibrio, disposição e coragem. É um time bagunçado e parece até jogar contra o seu comandante, Rogério Ceni, que insiste em não admitir que é preciso mudar logo a postura e esquema do time. 
Enquanto no Timão o time sabe das limitações e todos jogam por todos, no time da Fé falta alguém para chamar a responsabilidade e assumir as derrotas. Esse jogador poderia ser Cueva, que ontem esteve nitidamente fora de ritmo e mesmo assim não se omitiu. Thiago Mendes, Luis Araújo e Pratto foram muito mal. Agora, no Itaquerão, dificilmente o placar será revertido, mesmo sabendo que tudo é possível no futebol. Vamos aguardar.
Até a próxima!