segunda-feira, 5 de junho de 2017

QUARTAS DE FINAL DA COPA DO BRASIL - Por Rodrigo Curty

A CBF apresentou nessa segunda-feira os confrontos das quartas de final da Copa do Brasil. E olha que teremos muitos clássicos e nenhum com times do mesmo estado. O torneio que é encarado como um dos principais caminhos para a disputa da próxima Copa Libertadores não tem favoritos.
Confira os confrontos e as análises de momento. Sim, de momento, uma vez que as partidas de ida devem ocorrer apenas nos dias 28 de junho ou 5 de julho e as de volta no dia 26 de julho ou 9 de agosto. É importante ressaltar, que em caso de partidas das equipes brasileiras nas competições Intercontinentais (Libertadores e Sul-Americana), poderemos ter jogos às quintas-feiras. Dia 14/06 saberemos, após o sorteio das partidas.
Agora sim, confira os duelos com os times da esquerda mandando na ida:
Atlético-MG x Botafogo
O confronto deve ser muito equilibrado. Ambos focam na Libertadores, mas por ter um elenco mais equilibrado e maior, dou uma leve vantagem aos mineiros, porque na bola, o Glorioso hoje apresenta um melhor futebol.
Flamengo x Santos
O rubro-negro foi eliminado precocemente da Libertadores e decepcionou a sua torcida. Isso deve dar uma certa vantagem contra o Peixe que viverá uma nova era com um novo treinador. Avançando na Libertadores, pode jogar com um time misto.
Grêmio x Atlético-PR
O tricolor gaúcho está muito bem no Brasileirão, Libertadores e não deve ser diferente na Copa do Brasil. O maior vencedor deve passar pelo Furacão, desde que faça bem a lição de casa. Ambos pensam no avanço na Libertadores.
Palmeiras x Cruzeiro
O Verdão segue com um ambiente conturbado. A vaidade já começou a imperar e Cuca terá que provar que é possível ter uma equipe nas mãos. O elenco é gigante e competente. Encara a Raposa que deve uma regularidade e sabe jogar muito bem essa competição. Jogo sem favoritos. Passa quem marcar fora de casa.
Ao torcedor desavisado, os jogadores que chegarem na "janela" de transferência não poderão atuar na competição, ou seja, as equipes terão que jogar com o que tem no plantel e também provar que contam com um planejamento para levantar todas as taças que vierem.
Até a próxima!