quarta-feira, 28 de novembro de 2007

ABRE O OLHO BRASIL - por Rodrigo Curty


foto(lancenet)

Uma tragédia que como outras entra para história. De forma triste muitos ainda sofrem e vão reviver por muito tempo o ocorrido no estádio da Fonte Nova, inaugurado em 1951 em Salvador. Sete torcedores do Bahia morreram após cair de uma altura média de 20 metros.

O que era apenas para ser alegria se transformou em algo a ser esquecido. Um palco que foi responsável pela melhor média de público no ano deveria ter um cuidado especial. Agora a solução será a demolição.

Entre o motivos da demolição está o fato de Salvador ser uma das cidades pré-candidatas a receber jogos da Copa do Mundo-2014. Um novo estádio deve ser construído para o evento.

A arena teria capacidade para receber até 44.100 pessoas e custaria aproximadamente R$ 360 milhões, valor que seria bancado por uma parceria do Governo estadual com a iniciativa privada.
Infelizmente não foi a primeira vez e nem deve ser a ultima tragédia que iremos vivenciar. Lembro de outras como na final do brasileiro de 1992 entre Flamengo e Botafogo, quando um pedaço da arquibancada rompeu e centenas de pessoas caíram, três morreram e outras 90 saíram feridas.

Como esquecer também a final da Copa João Havelange, em 2000? O Estádio São Januário, do Vasco, estava lotado para a partida contra o São Caetano e o pior aconteceu - a grade que separa a torcida do gramado cedeu e 175 pessoas se feriram.

O jogo foi interrompido. Outros estádios tambem tiveram tragédias marcadas na história.

O estádio Brinco de Ouro, do Guarani em 2002 no derby local (25 pessoas caíram após romper alambrado).

A Vila Belmiro foi cenário em uma ocasião - 1964, quando parte da arquibancada caiu em um jogo entre Santos e Corinthians, deixando 181 torcedores feridos.

O estádio do São Paulo, o Morumbi em 1969, apos um tumulto na partida entre os dois times novamente, as torcidas derrubaram um dos muros do estádio e matou um torcedor.
No mundo tambem houve grandes tragedias, entre elas a mais grave aconteceu em 1989 no estadio de Sheffield, na Inglaterra. Na partida entre Liverpool e Nottingham Forest, 96 pessoas morreram esmagadas.

Confira a relacão de outros estádios no Brasil e no Mundo que tiveram tragédias em seus estádios? (fonte FSP).

1902 - Escócia
40 mortes e 160 feridos no Estádio de Ibrox, em Glasgow

1946 - Inglaterra
44 mortes e 500 feridos no Estádio de Bolton

1964 - Brasil
181 feridos, Estádio Vila Belmiro

1964 - Peru
301 mortes e mais de 500 feridos no Estádio Nacional de Lima

1968 - Argentina
73 mortes e 150 feridos, no Estádio La Bombonera

1969 - Brasil
1 morto, Estádio do Morumbi

1971 - Egito
48 mortes e 50 feridos, no Estádio do Zamelek

1973 - Brasil
5 mortos e 70 feridos, Estádio Albertão, no Piauí

1985 - Bélgica
39 mortes e 35 feridos, no Estádio de Heysel Park, em Bruxelas

1989 - Inglaterra
95 mortes e 100 feridos, no Estádio de Sheffield

1992 - Brasil
3 mortes e 90 feridos, no Estádio do Maracanã

1996 - Guatemala
80 mortes e 150 feridos, no Estádio de Mateo Flores

2000 - Brasil
175 feridos, Estádio São Januário

2001 - Gana
20 mortes e 60 feridos, no Estádio Nacional de Acra

2002 - Brasil
25 feridos, Estádio Brinco de Ouro da Princesa

A pergunta que fica - Até quando teremos que passar por esses problemas nos estádios que provavelmente serão utilizados na Copa de 2014? Sou a favor de novas construções, melhor infra-estrutura, porque essa análise aonde estádios pintados são considerados novos não dá mais.

Fica o aviso nessa tragédia da Bahia, abre o olho autoridades. A vida não é um jogo de interesses.

Autoridades como o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT) já afirmou a demolição da casa do Esporte Clube Bahia. O estádio Octávio Mangabeira.

Abre o olho Brasil, a vida dos seres humanos vale mais do que qualquer dinheiro.