domingo, 20 de janeiro de 2008

CARIOCAS BONS DE BOLA - por Rodrigo Curty

Ontem foi dia de estréias importantes nos campeonatos regionais.

Hoje vamos citar o Campeonato Carioca que chega com a novidade de aumentar o número de participantes.

Pula de 12 para 16. Correto ou não, entram times patrocinados com dinheiro das prefeituras locais. Cardoso Moreira, Mesquita, Macaé e Resende, sem falar de Duque de Caxias do veterano Viola e do Boa Vista.

Os considerados grandes do Rio, novamente devem levar o caneco pra casa. Mas vamos acreditar que será mais um ano em que os pequenos possam surpreender e chegar às semi-finais. Será o ano de uma dessas equipes?

Madureira, Americano e Cabofriense podem novamente chegar? O América com um time repleto de veteranos consegue repetir as atuações do dois anos atrás?

Ontem Flu e Bota fizeram a lição de casa e venceram na estréia. Tiveram dificuldades é verdade.


O Botafogo venceu o Resende por 2x0. Em um jogo onde um se defendia e o outro não conseguia criar grandes chances, talvez pela ansiedade do primeiro jogo do ano. Zé Carlos de falta e Wellington Paulista, estrearam bem e marcaram para o alvi-negro.

No Maraca, o Fluminense, com o apoio da torcida, também venceu por 2x0. Quem fez a diferença foram os antigos jogadores do clube, Júnior César, Thiago Neves e Cícero garantiram a primeira vitória do recordista de títulos carioca, 30 no total.

Hoje é a vez de outros dois grandes estrearem, Vasco e Flamengo. O primeiro pega o Madureira em São Januário. Um time totalmente diferente de 2007, com Romário de técnico e como jogador. Na verdade pela suspensão devido ao produto capilar e que é proibido pela Justiça Desportiva, quem assume é Alfredo Sampaio, ex técnico do próprio Madureira.

O Flamengo pega o Boa Vista com possibilidade de casa cheia, até ontem a noite já haviam sido vendidos cerca de 18 mil ingressos. O rubro-negro busca se igualar ao Fluminense no total de canecos do carioca.

É torcer e conferir com certeza um campeonato, assim como os do resto do país do futebol, repleto de emoção, alegrias para uns e tristezas para outros.