terça-feira, 10 de junho de 2008

POR UMA FÓRMULA 1 MAIS EMOCIONANTE - por Diego Senra

Quem acompanhou os treinos e a corrida de Montreal, etapa canadense do calendário da Fórmula Um, ouviu de todos reclamações sobre o estado da pista, pois o asfalto esfarelava em alguns trechos. Mas o que ninguém percebeu é que isso funcionou como um fator dificultante para todos os pilotos e tornou todo o fim de semana muito mais interessante, valorizando o fator piloto e mostrando quem tem talento e experiência para fazer a diferença. Começou no sábado. A tomada de tempos foi emocionante, com surpresas à frente do grid como Kubica, Alonso e Rosberg nas primeiras filas, além de Rubens Barrichello num bravo 9º. lugar. Não era mais um grid por camadas, com posições determinadas pelas cores do carro e sim um grid formado pelo que a categoria tem de melhor no volante.

Na corrida, tudo caminhava dentro do esperado até a entrada do Safety Car. Os sete primeiros colocados entraram em fila para os boxes, e na saída, Hamilton protagoniza uma presepada que faria o Sr. Satoru Nakajima (pai do Kazuki) morrer de inveja. Após perder a liderança na troca de pneus para Raikkonen e Kubica, Hamilton não viu o sinal vermelho dos boxes e bateu atrás de Raikkonen que estava parado, tirando os dois da corrida e deixando o caminho livre para a liderança de Kubica. Felipe Massa estava se aproximando dos líderes, mas (mais uma vez) a Ferrari teve problemas no pitstop, obrigando o piloto a parar na volta seguinte para abastecer, retornando na ultima posição. Nesse imbróglio todo até Rubens Barrichello liderou, pois ainda não tinha parado nos boxes. Nelsinho vinha numa excelente virtual 3ª posição, mas não conseguiu acompanhar Fernando Alonso e rodou sozinho. Em sua corrida de recuperação, Massa protagonizou a manobra mais espetacular da temporada, ultrapassando Kovalainen e Barrichello de uma só vez. Acima de Massa, que fez uma corrida memorável e saiu de Montreal como vice-líder do campeonato, só quem brilhou mais foi Robert Kubica.

Há tempos apontado como a grande revelação da categoria, já vinha beliscando sua vitória nas últimas corridas, fazendo alguns pódios. No domingo, Kubica confirmou seu talento, quebrando uma seqüência de 24 provas de McLaren/Ferrari, e ganhou sua primeira corrida, conquistou a primeira vitória da equipe BMW e da Polônia na F-1, alcançou a liderança do campeonato, sai de Montreal como um sério candidato ao título e escreve seu nome de vez entre os melhores pilotos da atualidade.

No Brasil, ele perderia a carteira...

Numa semana onde a familia Hamilton destruiu um Porsche, uma McLaren e uma Ferrari os comissários da FIA puniram Lewis Hamilton e Nico Rosberg com a perda de 10 posições no grid para a prova da França, próxima etapa do Mundial. A imprensa inglesa não perdoou o erro de Hamilton e ele foi chamado, entre outros elogios, de “aprendiz de motorista”.
Enquanto isso, na Ferrari
Mesmo reconhecendo que andou bem em pistas que não favoreciam seu conjunto, a Ferrari continua padecendo de problemas infantis, como os que vêm castigando Massa nas últimas provas. Depois da saída de Ross Brown e Jean Todt, o time não se encontrou mais em termos de estratégia e organização e vem se limitando a trabalhar muito no carro que os antigos membros deixaram pronto. O atual chefe de equipe, Stefano Domenicalli, sempre se explica dizendo que os erros são normais e que não refletem o verdadeiro potencial do carro. Mas potencial não ganha corrida e o Massa pode precisar desses pontos no futuro.
Estranha no ninho

Depois de várias tentativas frustradas ao longo da história, mais uma mulher vai andar em um carro de Fórmula 1. Mas dessa vez, merece um certo respeito. Estamos falando de Danica Patrick, vencedora do GP de Montegi da IRL, que vai testar com a Honda no final dessa temporada. "Vamos colocá-la em um dos nossos carros e ver o quão rápida ela realmente é", disse Nick Fry, diretor-executivo da categoria. Ainda bem que ela não vai testar na Renault...
APOSTA DA SEMANA: Para todos os fãs de automobilismo, recomendo uma olhada na prova da GT3 que vai ser realizada em Brasilia nesse fim de semana.Carros dos sonhos, pilotos da melhor estirpe reunidos na categoria que mais cresce no mundo. Nesse fim de semana, a atual dupla campeã Xandy Negrão e Andreas Mattheis estreiam o novo Ford GT V8 e devem gabaritar as duas baterias, nesse circuito que pede um carro equilibrado e forte de retas.
E, pra não dizer que não falei de flores, amanhã deve dar Corinthians na final da Copa do Brasil. Nenhum time de série B perdeu uma final da Copa do Brasil e o Corinthians nunca perdeu uma final jogada fora de casa nesse campeonato."