segunda-feira, 28 de julho de 2008

RETA FINAL DO PRIMEIRO TURNO - Por Rodrigo Curty

A 15ª rodada do Brasileirão da Série A foi boa para clubes como o Cruzeiro que se manteve entre os quatro melhores, e para o Santos que espera em breve deixar a zona de rebaixamento. Mesmo sem a mesma quantidade de gols da rodada do meio de semana, tivemos emoções. Agora só faltam quatro partidas para o final do primeiro turno.

No sábado o Cruzeiro bateu o Fluminense, em pleno Maracanã. A vitória de 3x1 trás de volta um pouco da tranqüilidade, após a derrota inesperada para o Goiás, no Mineirão. Já o tricolor carioca segue na zona de rebaixamento, e pode ver a situação piorar no final do mês.

O Internacional, um sério candidato ao caneco, tropeçou. A derrota de 1x0 para o Ipatinga, lanterna da competição, não estava nos planos. A expectativa do torcedor Colorado é de que outros favoritos também tropecem no Ipatingão.

E por falar em tropeçar, o Náutico vacilou mais uma vez em seu estádio. Com a vitória de 2x1 em pleno estádio dos Aflitos o Coritiba chegou á sétima colocação com 23 pontos. Um belo trabalho de Dorival Júnior.

Nos jogos de domingo, a surpresa foi a goleada do Santos contra o Vasco. A vitória veio na hora certa. Perder pontos na Vila poderia ser crucial para Cuca. O destaque foi Kleber Pereira. Com os três gols de pênalti, corretamente assinalados, o goleador chegou na artilharia com 10 gols, junto com Alex Mineiro. Mesmo com a goleada de 5x2, o Peixe segue na zona de rebaixamento com 14 pontos. O time da Colina, por sua vez, está perto da zona. Marcou apenas dois pontos nos últimos quinze disputados. Lopes deve ser demitido em breve e Tita deve chegar.

O Palmeiras deixou o G4 mesmo com o bom empate de 1x1, contra o líder Grêmio, no Olímpico. O gol foi marcado pelo atacante Alex Mineiro, que pode estar de saída. Já o tricolor gaúcho se mantém na liderança, mas deve ficar esperto.

Espertos também devem ficar os adversários do São Paulo. No jogo de número 300 de Muricy Ramalho, a frente da equipe, o tricolor chegou aos 26 pontos e está bem próximo do G4. A vitória de 3x1 foi bastante comemorada. Já a Lusa precisa de reforços para se manter vivo, no torneio.

O Atlético Mineiro derrotou o bom time do Vitória por 2x1, em um Mineirão vazio. Os três pontos colocaram o time na 13ª colocação com 16 pontos. Precisa de mais para não lutar apenas pela permanência na elite. O Rubro-Negro mesmo com a derrota segue entre os quatro melhores.
Outro Rubro-Negro, o Sport conseguiu três pontos importantíssimos. Derrotou o Goiás por 2x1, em pelo Serra Dourada. Já o Esmeraldino vive esse alto e baixo que pode custar caro, no final do ano.

Atlético Paranaense e Figueirense empataram em 0x0. O Furacão segue em zona de alerta e o torcedor não para de pedir por Geninho. Seria ele a solução? Já o Figueira que veio de goleada para o Grêmio, ainda não passa por perigo.

O clássico no Maracanã foi distinto. Na primeira etapa, o Flamengo que chegou a quarta partida sem vitórias perdeu chances com Obina e Ibson. A gordura construída mantém o time na segunda posição, o torcedor, porém, segue desconfiado. Já o Botafogo, na etapa final, perdeu chances com Jorge Henrique e Wellington Paulista. É fato que Ney Franco deu uma injeção de ânimo, na equipe. No final, infelizmente um triste 0x0.

Na quinta-feira, dia 31/07, se encerra a janela de venda de jogadores. A apreensão dos torcedores não vai acabar, pois até lá muita coisa pode mudar nas equipes. Nesse dia eu volto e conto quem chegou e quem saiu, combinado?