quinta-feira, 4 de setembro de 2008

RODADA QUENTE NO BRASILEIRÃO - Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro, da Série A, a cada rodada pega mais fogo. As partidas realizadas na noite de quarta-feira foi excelente para Goiás, Santos e Flamengo.

Vamos aos jogos


Na abertura da 24ª rodada, no Serra Dourada, o Goiás não tomou conhecimento do Atlético Paranaense, e em ritmo de treino emplacou uma goleada de 4x0. O Esmeraldino respira um pouco, mas não pode voltar a vacilar fora de casa. Na próxima partida o desafio é bem complicado - o líder Grêmio, no Olímpico. Já o Furacão não consegue reagir. Esse ano a tendência deve ser mesmo lutar até o fim para não cair.

Na Vila Belmiro, finalmente o Santos deixou a zona de rebaixamento, após 19 rodadas. Com dois gols do artilheiro do torneio Kleber Pereira, agora com 17 gols, o Peixe chegou aos 26 pontos, e assim permanece se Portuguesa e Náutico tropeçarem em seus jogos contra Internacional e Ipatinga, respectivamente. Já o rubro-negro perdeu o fôlego. O time de Vagner Mancini caiu muito de produção e se quiser voltar a sonhar com Libertadores vai ter que mostrar serviço.

Em Santa Catarina, o jogo foi eletrizante. O Figueirense que vinha de três derrotas seguidas e uma queda absurda na competição lutou, mas perdeu mais uma. Dessa vez o algoz foi o Flamengo. O rubro-negro depois de um excelente 1º tempo, quando abriu 2x0, voltou para a etapa final preocupado em se defender, e por pouco não viu os importantes três pontos conquistados e a chegada ao G4 irem por água abaixo. O resultado de 3x2 foi bastante comemorado por Caio Júnior que viu uma evolução dos novos comandados. Na próxima rodada o chamado jogo de seis pontos - O São Paulo, no Morumbi.

Esse mesmo São Paulo que não se reencontra com as vitórias. O tricolor bem que tentou. Abriu o placar, no Mineirão contra o Atlético Mineiro, mas no final permitiu o empate de 1x1. Ambos os gols foram esquisitos e tiveram a participação dos zagueiros Marcos, do Galo e Rodrigo, do São Paulo. Antes da partida, uma justa homenagem ao mestre Telê Santana da Silva. Mas a partida foi péssima tecnicamente e sem dúvida não agradaria o grande vencedor dos dois clubes. O tricolor segue sem um bom esquema táctico. O time parece cansado, sem meias de ligação e vacilando em momentos cruciais. Foi o terceiro empate seguido do bicampeão. O Galo, por sua vez, no ano de seu Centenário segue em posição de risco. É bom ficar esperto.

Hoje mais duas partidas movimentam o Brasileirão. No Palestra Itália, o Palmeiras encara o Sport. Para continuar na busca ao Grêmio, o Verdão não pode nem pensar em tropeçar, mas o rubro-negro, assim como na Copa do Brasil, quando empataram, espera complicar.
Já em São Januário, Vasco e Cruzeiro precisam da vitória. O primeiro para escapar da zona de degola, o segundo para recuperar a confiança da torcida. Promessa de grande jogo.

Mais quatro partidas no sábado:

O líder Grêmio contra o desesperado Fluminense, no Maracanã. O Coritiba na busca do G4 contra o surpreendente Botafogo. Náutico e Ipatinga, nos Aflitos e Internacional e Portuguesa, no Beira-Rio.

Depois eu conto. Bons jogos!!