segunda-feira, 15 de junho de 2009

GALO FORTE E VINGADOR - Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro seguiu nesse final de semana e para variar com algumas surpresas e erros de arbitragens. Destaque para o Atlético Mineiro, o novo líder da competição.

O Galo assumiu a liderança, após derrotar o Náutico por 3x0, no Mineirão. A equipe do sempre questionado Celso Roth faz ótima campanha. O motivo talvez seja a boa energia que o treinador tem com o presidente Alexandre Kalil, a ótima fase que atravessa o veterano jogador Júnior que hoje virou um meia e dos atacantes Diego Tardelli e Edér Luis. Olho neles. Já o Timbú desandou. Foi a segunda derrota seguida e pelo mesmo placar. Seria pelo fato de ter perdido o comando de Waldemar Lemos? Bem, saberemos mais para frente, o fato é que o irmão de Oswaldo de Oliveira estreou com o pé direito no Furacão. Vitória para cima do Sport, em plena Ilha do Retiro, por 1x0.

Hoje quem também trabalha com mais calma é o Botafogo. Tudo porque a vitória de 2x0 foi contra uma equipe que subia a cada rodada de produção. Trata-se do Santos. Agora é esperar para ver se Ney Franco mantém a euforia.

Uma outra equipe que voltou a decepcionar é o "previsível" e não mais tão efetivo São Paulo. O tricolor não passou de um empate de 1x1 com o Santo André, atual asa negra. O que acontece com o Hexacampeão? Acredito que a cabeça dos jogadores esteja voltada para a partida pela Libertadores da América contra o Cruzeiro na próxima quinta-feira. De qualquer forma é bom o competente Muricy Ramalho trabalhar outros tipos de jogadas e novos jogadores.

O adversário do São Paulo pagou caro por usar apenas quatro titulares contra o Palmeiras, no Palestra Itália. A Raposa bem que abriu o placar, mas se não fosse o goleiro Fábio, a derrota por 3x1 com dois gols de Keirrison, em paz com a torcida poderia ser ainda maior. Verdade que o primeiro gol marcado, o de Marcão não ultrapassou a risca do gol, mas um dia da caça outro do caçador. Agora o foco do Verdão é o Nacional, quarta-feira pela Libertadores, no Uruguai. Provavelmente o time será novamente escalado com três zagueiros, afinal porque mexer no que quando usado dá certo, héin Luxa?
Quem poderia responder essa questão é o ainda técnico do Flamengo Cuca. O rubro-negro voltou a jogar mal e levou uma sonora goleada de 5x0 para o ex lanterna Coritiba. A questão é, por que não ter escalado Jonatas ou Zé Roberto no lugar de Kléberson? Para que jogar com três zagueiros se eles não treinam juntos e batem cabeça? Por que escalar um Adriano desmotivado, só pelo nome? Essas questões terão que ser respondidas até domingo contra o Inter, caso contrário, adeus Cuca.
O novo lanterna é o Avaí com quatro pontos. O time catarinense assustou o Barueri, mas cedeu a virada por 3x1. É bom não vacilar mais na Ressacada. Fluminense, Goiás e Inter também vacilaram na rodada. O primeiro, em pleno Maracanã não passou de um empate sem gols contra o Grêmio que poderia ter vencido se não fosse a pontaria de seus atacantes. O Segundo, mesmo jogando em casa e com um time misto, devido a final da Copa do Brasil, deve agradecer a Michel Alves. O goleiro fez duas ótimas defesas e contou com a ajuda da trave para não sair derrotado pelo bom time do Vitória que vem sendo bem comandado por Carpegianni.

Por fim, o Goiás para variar cansou de perder gols contra o Corinthians de Ronaldo, apagado. Resultado 0x0 e o time segue sem vencer no Serra Dourada. Agora o Timão se concentra para a primeira grande final da Copa do Brasil contra o Inter no Pacaembú. Uma derrota com certeza trará uma preocupação em Parque São Jorge. Promessa de um grande jogo.

Agora o foco da semana é na Copa das Confederações. Demorei para escrever hoje para aguardar a primeira partida da Seleção Brasileira contra o Egito. Resultado: Vitória de 4x3, graças a um penâlti aos 45'. É mole? Boa sorte Brasil e que venha os EUA. Até mais!!