segunda-feira, 23 de novembro de 2009

ALGUÉM ARRISCA UM PALPITE? - Por Rodrigo Curty

A cada rodada do Brasileirão, Série A, a emoção, as surpresas e as decepções ficam mais evidentes. A 36ª foi um exemplo disto. Para muitos a tabela do São Paulo é a mais fácil nesta reta final, para outros é a do Flamengo. Mas, depois dos acontecimentos, onde o tricolor perdeu em um vira-vira eletrizante contra o Botafogo, o tropeço do Flamengo quando poderia assumir a liderança e vitória do Internacional sobre o Atlético MG, no Mineirão, fica difícil arriscar algum palpite.
Nos duelos desta rodada fica evidente o equilíbrio e os erros de previsões que parecem claras. O São Paulo, por exemplo, líder com 62 encara um Botafogo desesperado que saí na frente, leva a virada e acaba vitorioso no fim, em uma daquelas partidas que entram para história. Antes da virada, o placar de 3x0 do vibrante e empolgante Fluminense, na Ilha do Retiro contra o Sport, colocava o Glorioso na zona de degola. Mas após o triunfo, devolvia novamente o rival entre os quatro piores e possibilitava o Flamengo de assumir pela primeira vez a liderança do torneio. Coisas do futebol.
O Maracanã era pura festa, daquelas que emocionam até os rivais. Mas em campo, a ansiedade, a falta de empenho e um calor daqueles que faz com que até os craques decepcionem como Pet e Adriano. Mas não se pode deixar de valorizar o brio, determinação e o respeito pela camisa imposto pelo Goiás, assim como a busca pela vitória do rubro-negro na segunda etapa. Resultado justo e que deixam dúvidas - Na próxima rodada o Esmeraldino também engrossará com o São Paulo? E o Corinthians abre as pernas para o Flamengo? Não podemos esquecer do Internacional que era dado como morto e conseguiu um ótimo resultado contra o descontrolado emocionalmente Atlético MG. O placar de 1x0 ressurge a chance do Colorado de obter o título, no ano de seu centenário. É aguardar para ver. Isso sem falar do Palmeiras que entra novamente na luta pelo caneco. O futebol é mesmo um esporte empolgante.
Na parte de baixo, promessa de emoção à flor da pele também até o final. O Fluminense chega nas últimas duas partidas dependendo apenas de si para escapar, quem diria? Já Botafogo, Atlético PR e Coritiba do fator campo. Você apostaria em quem será o quatro rebaixado? Sim, não ficarei em cima do muro e com todo respeito ao Santo André e Naútico, mas mesmo que com chances matemáticas de sobreviverem ao descenso, não acredito nisso.
Boa sorte a todas as equipes, cada uma com seu objetivo e que vença e sobreviva o melhor, pois devemos comemorar uma arbitragem sem tantas polêmicas nesta rodada.
Até a próxima!!