quinta-feira, 20 de maio de 2010

PAULISTAS QUE EMPOLGAM - Por Rodrigo Curty

A bola rolou pela Copa do Brasil e Libertadores e o que não faltou foi emoção e soberania dos paulistas.
No torneio que é o caminho mais curto para o torneio continental, o Santos precisava de uma simples vitória sobre o Grêmio para avançar a inédita final. Após um primeiro tempo de domínio do tricolor gaúcho, na segunda etapa o que se viu foram três obras primas, assinadas por Paulo Henrique Ganso, que mandou uma bomba de esquerda de fora da área, um golaço de cobertura de Robinho e uma pintura com a cara dos velhos tempos de Vila Belmiro de Wesley.
Os meninos foram provocados depois do triunfo gremista no Olímpico, mas quem fala muito antes da hora, normalmente paga o pato. Hoje além da presidência do Grêmio, dos torcedores que vibraram antes da hora e principalmente Pedro Ernesto, narrador da rádio gaúcha não devem ter saído de casa envergonhados e se decepcionaram com a falta da dança chamada de Elimination.
Parabéns aos santistas que com brio e futebol mostraram mais uma fez que quando testados dão conta do recado. De qualquer maneira é bom respeitar o Vitória da Bahia, que de bobo não tem nada e aposta no alçapão de nome Barradão para surpreender o Brasil. Ontem o rubro-negro goleou o Atlético Go por 4x0, e assim como a equipe paulista, chega a inédita decisão.
Já na Libertadores, o São Paulo, mesmo com um erro , no meu ponto de vista do árbitro uruguaio Jorge Larrionda, fez a lição de casa, ou melhor fora dela também. No Mineirão, o placar construído de 2x0 seria difícil de ser alterado, no Morumbi. Tudo bem que antes dos 2' perder um jogador de peso como Kléber, mesmo se tratando de uma equipe como a do Cruzeiro a coisa se complica ainda mais.
A verdade é que o tricolor que seria mais defensivo partiu para cima da Raposa, e se não fosse mais uma bela atuação de Fábio, o placar poderia ter sido maior que o mesmo 2x0, da primeira partida. Destaque do duelo para Hernanes que reencontra aos poucos o bom futebol, e para Fernandão que definitivamente ajustou o setor de ataque do tricampeão do torneio. Desta forma, Washington deve mesmo estar de saída. Basta saber se o tricolor com a parada para Copa, terá o mesmo futebol nas semifinais, provavelmente contra o Internacional que joga hoje contra o Estudiantes, em Buenos Aires. Na primeira partida, deu Colorado 1x0.
Caso seja eliminado, o São Paulo pegará os argentinos, desde que o Flamengo não passe pelos chilenos do Universidad de Chile. Equipe esta que pode perder por 1x0, e que está invicta na competição.
Vamos aguardar e torcer para que os quatro semifinalistas apresentem espetáculos nos dias 28/06 e 04/08.