quinta-feira, 19 de agosto de 2010

ORGULHO DO BICAMPEÃO - Por Rodrigo Curty

E finalmente uma equipe brasileira voltou a triunfar nas Américas. O campeão da Copa Libertadores 2010 foi a equipe do Internacional. E esta conquista deve ser muito valorizada. Na competição o Colorado no decorrer de sua trajetória passou por maus momentos. Perdeu jogos importantes como para o Banfield e Estudiantes, da Argentina, e quando muitos imaginavam sua queda deu a volta por cima.
Começou o torneio com o técnico uruguaio Jorge Fossati, e a parada para a Copa do Mundo decretou sua queda para a chegada de Celso Roth, o questionável. O treinador chegou e foi bastante criticado pela fanática torcida vermelha e branca. O treinador, aliás, não foi bobo e manteve o mesmo esquema trabalhado por Fossati, porém com outro tipo de filosofia, e o melhor de tudo teve humildade para reconhecer que seu antecessor tem muito crédito também nesta conquista.
Um ótimo time às vezes deixa de jogar o que sabe para derrubar treinador, e jogadores encostados e sem empatia com o comando técnico mostra serviço para aquele que chega. Independente de qualquer que seja a razão vivida pelo Internacional o fato é que nas semifinais e nas duas partidas finais o time sobrou.
No duelo contra o São Paulo vitória de 1x0 em casa e derrota fora por 2x1. E contra o Chivas, vitória fora de casa por 2x1 e festa no Beira-Rio, mas uma vez com uma vitória de virada, desta vez por 3x2.
A missão agora será tentar manter o elenco sem desmanches. Difícil, uma vez que D'Alessandro interessa ao River Plate, Taison ao futebol alemão e Kléber ao futebol árabe. O título mundial é a meta, mas o torcedor quer e sonha a bastante tempo com a conquista do tetra brasileiro, será?
Parabéns ao Colorado que segue firme e favorito a nova sendas de vitórias para se manter para muitos o orgulho do Brasil.
Até a próxima!!!