terça-feira, 11 de outubro de 2011

CANDIDATO A NOVO HERÓI - Por Rodrigo Curty

E hoje é dia de Seleção Brasileira em campo. Mas cá entre nós, o que isso muda na vida do brasileiro que ama o futebol? Sinceramente, eu acredito que quase nada, se considerarmos que o Brasileirão, no momento, seja muito mais importante. Na verdade, a partida trás apenas a bronca e a falta de compreensão de porque perder os jogadores que também atuam no país.


Tudo bem que a data Fifa permite isso, e o fato do Brasil já estar garantido na Copa do Mundo, por ser país sede também. Agora, que dá raiva assistir estes jogos sem graça e ter prejuízo no Nacional, isso ninguém discute.

De qualquer maneira, vamos ao que pode interessar para algumas pessoas. Na última década, o Brasil não foi muito bem contra os mexicanos. Em nove jogos foram apenas duas vitórias, dois empates e cinco derrotas. De quebra, hoje temos a maldição de não conseguir marcar gols. O time de Mano Menezes marcou apenas 22 gols nas últimas 17 partidas. O ataque é pífio, apesar de ter constantemente nomes como Pato, Fred, Robinho, Neymar, este artilheiro na "Era" Mano, entre outros.


Anteriormente, tudo levava a crer que o problema seria solucionado. Leandro Damião surgiu com esperança, mas se machucou. Hoje será dia de mais uma aposta. Trata-se do paraibano Givanildo Vieira de Souza, mas conhecido como Hulk, atacante que vai muito bem no Porto, de Portugal, terá finalmente a chance que sempre buscou. Mas será que ele tem o perfil de herói? Pode até marcar gols, mas dificilmente chega a Copa. Longe de poder afirmar, mas posso arricar que isso é tudo uma questão de experiência e vitrine de "empresários" para novos saltos, mas vamos aguardar pra ver se me engano. Sou a favor de quem merece a chance pelos méritos e não pelos jabás, e espero que este não seja o caso do jovem atacante.


A partida vale pra tentar acabar com a invencibilidade mexicana que já dura 14 partidas, e também para vermos o duelo entre Neymar com o atacante Javier 'Chicharito' Hernández, do Manchester United. Vale a pena.


Até a próxima!