sexta-feira, 31 de agosto de 2012

SOBERANO TRICOLOR - Por Rodrigo Curty

E o fechamento da primeira rodada do returno do Brasileirão terminou de forma magnifica para o torcedor do São Paulo. O tricolor atropelou o Botafogo, na partida que marcava a histórica marca de Luis Fabiano na equipe.  
O “Fabuloso” completou 200 jogos com a camisa são-paulina e abriu o caminho da goleada. Um golaço, após belo passe de Jádson. A torcida que tem um carinho especial pelo atacante e que há um tempo o criticou, chamou de pipoqueiro, agora aplaude e dá a confiança para que o mesmo seja lembrado no ataque da Seleção Brasileira. 
O São Paulo jogou muito bem, com alternativas, toque de bola, segurou certa pressão e contou com erros de arbitragem, mas isso não pode ser levado em consideração pelo elástico placar. Oswaldo, Lucas e Cícero completaram o marcador que dá moral para Ney Franco e para a equipe avançar cada vez mais na tabela e começar a assustar aquele que vacila e o questiona como soberano. 
E por falar em vacilo, o Flamengo vacilou. Ontem, no péssimo gramado do estádio da Cidadania, em Volta Redonda, o rubro-negro não saiu do empate contra o Sport Recife, que não marcava um gol há sete rodadas. O Mengão até que começou bem, mas aos poucos o time pernambucano foi gostando do jogo, e o com o passar do tempo, a desorganização era clara, e o técnico Dorival Jr, buscava alternativas. Em uma delas abriu o seu time e foi pra cima com mais um atacante, Liédson. Do lado oposto, Magrão, e não é de hoje fazia milagres para evitar a derrota.  
A lição que se trás desta partida é que o Flamengo tem muita evolução e pontos críticos para resolver, caso contrário, os altos e baixos não levarão o time nem para a Libertadores. Já no Sport, o técnico Waldemar Lemos trouxe evolução e muita entrega, mas ainda é muito pouco para que o seu torcedor acredite na salvação da degola.
Até a próxima!