domingo, 2 de junho de 2013

SANGUE, SUOR E LÁGRIMAS - Por Rodrigo Curty

E lá se foi mais um NBB. Um torneio para nenhum apaixonado pelo basquete colocar defeito. O Flamengo chegou a sua segunda conquista, neste que é um torneio que desde seu nascimento em 2009, empolga, resgata e mostra que o Brasil vive muito além do que o futebol.
A final desta edição foi entre a melhor equipe da competição, o Flamengo contra o surpreendente e valente Uberlândia.
O jogo foi bastante equilibrado. Mas, o conjunto, a inteligência de José Renato em fazer o rodízio do grupo que tem em mãos, a tranquilidade em lidar com as adversidades de passar dois quartos sem ver sua equipe marcar cestas de três, e ver o adversário voando nesse quesito fez a diferença. Isso sem falar no respeito do grupo em entender que a derrota no primeiro tempo não poderia ser levada em conta, e que na Barra quem manda é o rubro-negro foram fundamentais.No fim, o placar de 77 a 70 mostrou essa superioridade.
O basquete tem uma particularidade de ser um esporte onde nunca se dá para ter certeza de vitória. Longas vantagens de pontos não significam tranquilidade. O torcedor fica os 40' nervoso, ansioso, curte uma adrenalina sem palavras. Nesta final se não bastasse, vimos também uma homenagem vinda de muitos torcedores e dos jogadores ao mito deste esporte, Oscar Schimidt, que passa por um problema sério de saúde. 
Parabéns ao elenco rubro-negro por resgatar esse amor rubro-negro em seus esportes amadores, uma vez que tantos outros como a natação e ginástica olímpica atravessam problemas sérios e foram desfeitos. 
A expectativa é de que a nova gestão do clube não deixe de valorizar os esportes fora o futebol, que há um bom tempo fica à desejar. Paliativo ou não, um título como esse faz bem ao ego do torcedor deste grandioso clube que vibra como se fosse uma conquista de futebol, principalmente quando se envolve sangue, suor e lágrimas.
Parabéns ao elenco formado por Kojo, Gegê, Marcelinho, Benite, Duda, Diego, Marquinhos, Chupeta, Zanotti, Olivinha, Alexandre, Caio Torres, Shilton, Douglas e Feliz.
Até a próxima!