quarta-feira, 16 de abril de 2014

AS COPAS DA QUARTA-FEIRA - Por Rodrigo Curty

E a Copa do Brasil e Libertadores seguiram nessa noite de quarta-feira. No torneio que é o caminho mais curto para chegar a competição internacional, destaques para as vitórias do Coritiba, Vasco e Santos. Já na competição Sul-americana, surpresas.
Começo pela Copa do Brasil. O Coxa contou com a estreia de Celso Roth no comando e,após um primeiro tempo ruim, afastou o fantasma da crise e conseguiu a vitória de 2x0 sobre o Cene e agora encara a Caldense que passou pelo Duque de Caxias, após empate por 2x2.
Já o Vasco segue a sua sina contra a arbitragem, mas calma lá. O time seguir reclamando da perda do título no campeonato carioca, da forma que foi e, por ser algo que não consegue ter desde 2003 é de se entender, mas a valorização de se sentir prejudicado a todo momento já é demais. A torcida entender que é o verdadeiro campeão, o Vasco jogar com camisa com dizeres "Respeito ao Vasco" é no mínimo uma postura de time que acredita realmente ser o único prejudicado e, pior, faz com que a arbitragem se sinta acuada em qualquer dúvida que venha a ter nas partidas ou seguir de birra prejudicando o incomodado.
Ontem foi um exemplo das duas possibilidades. Mais uma vez o time Cruz-maltino teve um gol mal anulado. Desta vez contra o Resende. Daí para compensar, na segunda etapa o time foi beneficiado por uma penalidade máxima que não existiu e ajudou a equipe a avançar no torneio para encarar o Treze(PB). Coisas do futebol, uma ora um conta com erro crucial, outra ora outra, e chega de manifestações que geram problemas maiores ao futebol.
Por fim, na Copa do Brasil, o Santos conseguiu passar pelo Mixto(MT) por 3x0. A perda do Paulistão parece ter realmente ficado para trás. Que venha agora para o Peixe, Princesa do Solimões ou Brasiliense. O time do Amazonas venceu a primeira por 3x1.  
Já pela Copa Libertadores as oitavas começou com surpresas, aliás menos na Argentina, afinal no La Fortaleza, o Lanús no último lance do jogo conseguiu o gol da vitória de 2x1, de virada contra o bom time do Santos Laguna. Já o León não conseguiu passar pelo Bolívar e ficou no empate por 2x2. Agora terá que vencer os bolivianos na altitude de 3600m. Será que dá? Promessa de mais um jogo aberto. 
Já o Cruzeiro até que começou bem a partida contra o Cerro Porteño (Par), mas foi só no começo. Nervoso como vem sendo de costume jogando no Mineirão, com exceção ao que vimos contra o fraco Real Garcilaso (Per), a Raposa por pouco não tropeça feio. Os paraguaios mais equilibrados, tocando a bola com tranquilidade abriram o placar e poderiam até aumentar a vantagem, se não fosse Fábio e a má pontaria. Como quem não faz, leva, o time mineiro de tanto tentar, mesmo que de forma desorganizada chegou ao empate no apagar das luzes com Samudio. Agora é vencer no acanhado estádio La Olla Azulgrana e aguardar por Grêmio ou San Lorenzo que jogam a primeira no dia 23/04.
Até a próxima!