segunda-feira, 23 de junho de 2014

DÉCIMO SEGUNDO DIA DE COPA - Por Rodrigo Curty

O 12º dia da Copa do Mundo da FIFA 2014 foi marcado pelo encerramento dos jogos na fase de classificação dos grupos A e B. Destaque para a excelente Seleção da Holanda.
Antes de entrar nas partidas que decidiriam os primeiros e segundos colocados de cada grupo e, respectivamente os confrontos das oitavas de final, vale o registro pela bela vitória da Espanha na Arena da Baixada, em Curitiba.
Os atuais campeões mundiais, que foram eliminados precocemente da competição, encararam a Austrália e sem muito esforço e com uma equipe modificada, que diga-se de passagem poderia ter sido usada nas primeiras partidas venceu por 3x0, gols de David Villa, Fernando Torres e Juan Mata. Cabe agora aguardar a renovação desta que foi uma bela Seleção mundial e trouxe inovações importantes para o futebol.
Já na Arena Itaquera, Holanda e Chile mediram forças para ver quem seria o primeiro colocado do grupo B. Após um primeiro tempo estudado, sem nenhuma equipe arriscando muito, na segunda prevaleceu a hegemonia, força física e técnica. A Holanda provou que é sim uma séria candidata ao inédito título. Tem em seu capitão o craque de bola Arjen Robben as soluções quando a partida se encaminha para um resultado inesperado. Fora isso o banco de reservas é bem parecido com quem joga como titular, ou seja, parece ser uma Seleção sem 11 titulares fixos. Hoje isso ficou provado, uma vez que foram os jogadores do banco que fizeram o resultado. Memphis Depay , Leroy Fer. 

A Holanda agora encara a Seleção do México que venceu a Croácia por 3x1(Mex - Rafa Márquez , Javier Hernández e Guardado / CRO - Perisic), jogando muito bem em partida pegada, estudada, nervosa e com polêmicas de arbitragem, principalmente a favor dos croatas. O México é uma Seleção que prioriza a correria, erros do adversário no meio e que busca fazer gols a todo momento. Promessa de jogo com muitos gols.

Já o Chile encara a Seleção Brasileira, e apesar da derrota de hoje provou ser uma equipe de bela postura tática, conjunto e que pode sim surpreender e, de quebra acabar com a velha escrita de jogar como nunca e perder como sempre para o Brasil em Copa do Mundo. Vamos aguardar, respeitar e não deixar o emocional atrapalhar. 

Agora a Seleção Brasileira:
O estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília foi uma festa só para o jogo de número 100 do Brasil em Copas do Mundo. O adversário foi a já eliminada e desmotivada Seleção de Camarões e os comandados de Felipão fizeram a sua melhor partida no toneio. O placar de 4x1(com dois de Neymar, sendo o primeiro, o centésimo da Copa, Fred e Fernandinho / CAM - Matip) foi importante para dar moral e tranquilidade para a próxima fase, onde o erro poderá ser crucial, por isso não há motivos para ilusões, empolgações e, sim procurar acertar ainda mais. Hoje é importante ressaltar que a Seleção fez três gols, após roubar a bola no ataque, mas também está claro que Neymar é sim uma dependência e precisa de alternativas para uma eventual situação. 
Devemos ter ciência de que os laterais novamente foram mal, isso é tão verdade que dois gols de cruzamentos pelas laterais foram dados pelo volante Luiz Gustavo, mais uma vez um monstro hoje e do zagueiro David Luiz. Temos que saber que o setor de meio-campo ainda assusta, mas que Fernandinho entrou bem e deve ter "tirado" o bom jogador Paulinho da Copa, e Ramires para contenção podem ser a solução, desde que Oscar encoste mais em Neymar e esse puxe a marcação para Fred sobrar livre e fazer o que mais sabe que é o gol, que finalmente saiu hoje. Vamos aguardar a decisão de Felipão e continuar na torcida pelo hexa. 
Até a próxima!