quarta-feira, 17 de setembro de 2014

RODADA DAS SURPRESAS - Por Rodrigo Curty

E a rodada desta noite de quarta-feira do Brasileirão, Série A foi repleta de surpresas, erros de arbitragem, expulsões e de bom mesmo só o fato de aparentemente proporcionar um novo torneio. A diferença do 1º para o 2º volta a ser de sete pontos, mas na zona de degola para o 10º lugar a diferença agora também é de sete. Emoção à vista neste campeonato de nível baixo.
Na abertura da rodada, o Cruzeiro provou que a derrota contra o São Paulo não abalou a equipe. Vitória tranquila de 2x0 sobre o Atlético PR. Já o Fluminense levou uma virada do Vitória por 3x1. O tricolor sofre apagões na hora errada, o mesmo serve para o Internacional, afinal também não consegue engrenar. Desta vez o Colorado ficou no 0x0 contra o Sport.
No clássico catarinense entre Figueirense e Criciúma o placar ficou em 1x1, o que foi ruim para ambas as equipes.
 Nas partidas de fundo, no Maracanã, o Botafogo vencia o Bahia, mas quem diria, em uma arbitragem confusa com expulsões polêmicas contra os cariocas, gol do tricolor baiano anulado de forma equivocada, no fim, quem sorriu foram os baianos que chegaram à virada por 3x2. O Glorioso reclamou demais dos erros do árbitro  Igor Junio Benevenuto (MG)
 Emerson Sheik, que recebeu amarelo por reclamação saiu dizendo "CBF, é para você! Para você!", mas tarde acabaria expulso e não pensou duas vezes,
chamou a câmera e soltou o verbo “ CBF, você é uma vergonha”, claro que será punido, mesmo tendo razão.
Em Curitiba, o São Paulo que vinha empolgado pela campanha e, principalmente pela vitória sobre o líder Cruzeiro saiu na frente do Coritiba, mas acredite, levou uma virada de 3x1 e poderia ter sido mais. Dizem que é porque Kaká não atuou, mas o fato é que Muricy Ramalho não soube como esquematizar o time para jogar da mesma forma, prova de que falta opções homogêneas em algumas posições como ocorre com o Cruzeiro. Domingo a partida contra o Corinthians será encarada como uma final.
Por fim, no Pacaembu, o Flamengo parecia estar em casa contra o Palmeiras. O rubro-negro vencia por 2x0, gols de Canteros e Alecsandro, perdia chances, errava o último passe, mas mandava nas ações da partida. Já segunda etapa o que se viu foi um novo jogo. O Verdão era outro com a entrada de Valdivia, que para variar quis aparecer mais do que o necessário. Com gol logo no início, graças a falha bisonha de Léo Moura, Diogo enlouqueceu a torcida que seguia empurrando o time e via o Flamengo acuado e sendo pressionado. Até os 20’, era para estar no mínimo empatado, mas a falta de técnica superou a vontade. O segundo gol de Victor Luis também saiu de uma falha da zaga. Quando se imaginava a virada, o chileno deu as caras. Desarmado por Amaral, o meia fez falta e com o volante no chão, ele não teve dúvida e pisou no jogador, conclusão, expulso e Flamengo de volta ao jogo. Elton perdeu gol feito e  Alecsandro acertou a trave de Deola, mas era tarde e não dava tempo para mais nada. O empate ficou justo.
Hoje a bola rola para mais três duelos.
Corinthians x Chapecoense, Goiás x Atlético MG e Grêmio x Santos. A tabela promete novas mudanças. É aguardar para ver.
Até a próxima!