segunda-feira, 19 de outubro de 2015

CORINTHIANS SÓ PERDE O HEXA PARA ELE MESMO - Por Rodrigo Curty


A 31ª rodada provavelmente decretou o campeão brasileiro de 2015. O Corinthians só perde o título para ele mesmo. É verdade que ainda faltam sete partidas e entre elas, teoricamente cinco jogos relativamente mais complicados: Flamengo, Atlético MG, Vasco, São Paulo e Sport, sendo dois desses em Itaquera.
Mas vamos pensar que ocorra um erro de percurso e o Timão perca a maioria dessas partidas. Mesmo assim, a “gordura” de oito pontos para o Atlético MG não seria tirada, afinal em casa os comandados de Tite ainda terão pela frente Coritiba e Avaí.
Independente das conspirações de que o título foi arranjado e o time bastante ajudado pela arbitragem e tal, o fato é de que todos, de certa forma foram prejudicados e beneficiados pelas péssimas arbitragens. A grande diferença é a competência do Corinthians. O time dificilmente vacila. Os números provam isso. Até aqui foram 20v / 7e / 4 d. São números inquestionáveis.
Isso ficou mais uma vez provado na vitória de 4x1 sobre o Atlético PR, em Curitiba. O time é uma máquina de fazer gols e de sair das adversidades. As alternâncias táticas, reservas com qualidade e eficiência fazem da equipe paulista um autêntico campeão, doa a quem doer.
E quem está atrás reclama e não faz a sua parte. Veja o Atlético MG, por exemplo. O Galo tem um bom time, joga de forma envolvente, porém não mostra poder de reação e controle emocional. A goleada de 4x1 para o Sport, praticamente acabou com o sonho do título. O mesmo pode-se dizer do Grêmio, que em casa levou a virada de 3x2 para o Chapecoense, após estar vencendo por 2x0. Fato lamentado pelo seu torcedor.
A grande briga nessa reta final será a luta duas últimas vagas para à Libertadores e pela sobrevivência.
Em cima deve dar algum time paulista. Santos, Palmeiras, Ponte Preta e São Paulo brigam com Sport, Internacional e Flamengo. Faça a sua aposta. Na degola, o Vasco ainda sonha e pode se salvar, uma vez que Figueirense, Avaí  e Goiás fazem uma força danada para caírem. O Joinville também dá sinais de recuperação, diferente de Coritiba. A briga será boa demais até o final. É bom ficar de olho nas “lambanças” dos homens de “amarelo”.
Até a próxima!