sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

FEDERER, O HOMEM COM 300 VITÓRIAS - Por Rodrigo Curty


E o mundo do tênis mais uma vez se rende ao espetacular Roger Federer. O suíço é disparado, entre os homens, o maior campeão de Grand Slams da história. São 17 títulos na carreira.
Este maravilhoso esporte apresenta vários tipos de atletas. Os mais agressivos, os mais técnicos, os mais ágeis, porém o estilo único de Federer impressiona por mesclar muita técnica, precisão e sutileza. Sim, longe de ser um jogador que joga com uma agressividade como o também excelente Rafael Nadal ou com a técnica e força física de Novak Djokovic, o fato é que muitos se espelham nele para ser um campeão de tudo.
Os títulos do suíço foram conquistados na grama, no saibro, sintético e se tivesse uma quadra de areia também conseguiria pela facilidade de se adaptar em qualquer circunstância.
Os números impressionam. A última grande marca veio hoje no Aberto da Austrália, que é considerado um dos quatro principais torneios do circuito. Federer derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov, por 3 sets a 1, com parciais de 6-4, 3-6, 6-1 e 6-3, e chegou a impressionante marca de trezentas vitórias em Majors na carreira.
Para ter uma ideia, o tenista que mais se aproximou deste feito foi o norte-americano Jimmy Connors, com 233. O atual número um do mundo, o sérvio Novak Djokovic soma 209 triunfos.
A tendência é que esse número aumente na temporada. Nas oitavas de final, o clássico tenista enfrentará o belga David Goffin, que derrotou o austríaco Dominic Thiem também por 3 sets a 1, parciais de 6-1, 3-6, 7-6 (7-2) e 7-5. Número não entra em quadra, mas Federer leva vantagem nos confrontos - Está invicto contra o rival (três vitórias).
Até a próxima!