sábado, 21 de janeiro de 2017

O ANO DE PALMEIRAS E FLAMENGO - Por Rodrigo Curty

E o que esperar de Palmeiras e Flamengo em 2017? Calma, antes que me critiquem de não mencionar outros grandes clubes do futebol brasileiro, cito a dupla, pelos jogos realizados no dia de hoje.
O atual campeão brasileiro empatou em 2x2 contra a Chapecoense, esse aliás que dará trabalho e ressurgirá bem antes do que se imagina. Essa é a minha torcida e acredito que a sua também.
O Verdão, ao meu ver tem um grande problema. Ele se chama Alexandre Matos. O homem responsável pelas contratações abusivas no clube já mostra novamente as suas garras. Nada contra quem chegou para "somar", apenas a questão que fica é, será que era necessário? Vejo Raphael Veiga, autor de um dos gols e Keno com bons olhos, já Felipe Melo e Alejandro Guerra, são incógnitas, principalmente o primeiro, pelo temperamento e pelo Verdão contar com a dupla Tchê Tchê e Moisés, que entendo não deve ser modificada.
É sempre bom ter um elenco que conte com substitutos à altura e que não mexa no padrão de jogo. A questão é se isso será bem administrado por Eduardo Baptista. Longe de querer criticar o treinador, apenas penso que ele não é esse "cara". Bastará no máximo seis tropeços para o planejamento ser repensado. É só lembrar como foi a sua passagem no Fluminense, após a chegada de Ronaldinho Gaúcho. É aguardar para ver como será a onda de vaidades de um time que tem também Fernando Prass, Jean, Zé Roberto e Dudu. Boa sorte ao Palestra.
E o Flamengo? Pois é, o clube da Gávea veio com o discurso que em 2017, o planejamento será melhor que em 2016, principalmente no quesito desgaste por viagens. Fez isso ao desistir da Flórida Cup, porém, bastou o Maracanã ficar esquecido e a falta de estádios no Rio de Janeiro, para começar a "loucura" das viagens. Hoje foi um amistoso em Goiânia contra o Vila Nova-GO. A derrota por 2x1 não deve ser levada muito em consideração. O time está "pesado" e voltando aos poucos a se entrosar. O problema é o entrosamento com os mesmos erros da reta final do Brasileirão. 
A zaga segue como um problemão, o meio e ataque é lento e óbvio. Já o técnico Zé Ricardo não empolga e pode sair do cargo antes mesmo do previsto. E as viagens podem colaborar para isso. A estreia no carioca será contra o Boavista em Natal-RN. Depois encara o Macaé no Espírito Santo, e por aí vai. Resta saber quando jogará na Ilha do Governador, a grande aposta de "alçapão" para a Libertadores. 
Já as contratações merecem atenção e muita calma do torcedor. Trauco é um bom lateral, Rômulo um belo volante e Conca, só Deus e o tempo para dizer. Outros nomes estão para surgir e outros para darem adeus. De volta ao comando, penso até que Dunga poderá surgir em breve, será? Aguarde torcedor do Mais-Querido.  
Até a próxima!