terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

UM PASSEIO LATINO EM PARIS - Por Rodrigo Curty

A Copa dos Campeões promoveu nessa tarde uma das maiores goleadas sofridas pela potência de nome Barcelona. O time catalão segue com um 2017 desastroso. Dificilmente o time que conta com o trio mais valioso e competente do planeta levantará o troféu espanhol. Até aí tudo bem, afinal o que vale para os gigantes são as grandes conquistas, não que o regional de lá não seja, só que comparar com a "Orelhuda" é pedir muito.
O jogo válido pelas oitavas de final foi contra o PSG, isso mesmo, mais uma vez contra os franceses. Desta vez, a história foi completamente diferente. O estádio Parc Des Princes, de Paris estava lindo, eufórico, confiante e conectado com o time em campo. Foi um massacre do início ao fim. 
A data também marcou o aniversário de duas feras da equipe parisiense - Edinson Cavani e Ángel Di Maria. O argentino foi o responsável em abrir o placar, em bela cobrança de falta, sem chance para o goleiro Ter Stengen, que já havia feito milagres minutos antes.
Antes do final da primekira etapa, o jovem Draxler encheu o pé para fazer 2x0. Para quem esperava uma reação na equipe de Luis Henrique na segunda etapa, viu mesmo um predomínio dos comandados do espanhol Unai Emery. Os latinos de paris estavam demais. Dí Maria, após uma jogada que começou com o goleiro Kevin Trapp e levou apenas quatro toques até ele, fez um golaço. O estádio foi abaixo. O Barcelona não vi a cor da bola e parecia um time em formação ou volta de temporada. O argentino deu lugar ao brasileiro Lucas, que foi bem na partida. Só que faltava mesmo era o gol de Cavani. O cara que correu, lutou até o fim, obedeceu como sempre o esquema tático marcou o quarto gol. Daí para frente a diferença poderia ter aumentado e até diminuído com uma bola na trave na cabeçada de Umtiti.
A torcida francesa por mais pessimista que seja, espera finalmente passar das quartas de final contra quem vier. A do Barça, bem, essa espera que a síndrome de ser derrotada por 4x0 todo ano, desde 2015 acabe. Ano passado perdeu para o Liverpool, em partida amistosa. Em 2016 o algoz foi o Athletic Bilbao. Vale ressaltar que o Bayern de Munique aplicou o mesmo placar que o PSG em 2013 e na volta no Camp Nou venceu novamente por 3x0.
Faça a sua aposta. Será que dá para o Barcelona? Se o trio resolver jogar o jogo pegará fogo, só que os latinos dificilmente jogarão mal na partida de volta. Para mim, está decretada a classificação, de forma justa e memorável. Está com cara de quebra de tabu na Copa dos Campeões.
Até a próxima!