segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

PROJETO PEQUIM - por Rodrigo Curty



O Brasil vai ter que ter um pouco de paciência com a equipe que Dunga pretende trabalhar para a disputa dos jogos olímpicos de Pequim.

Ontem no estádio Engenhão,no Rio de Janeiro, o primeiro teste da seleção olímpica formada por um time de jogadores praticamente desconhecidos no cenário nacional, exceção feita ao atacante Alexandre Pato foi de razoável para ruim.


Muito se esperava da seleção que treinou bem em Teresópolis, mas talvez pela ansiedade, vontade de mostrar serviço e por enfrentar um time formado pelos eleitos os melhores do Brasileirão, ficou a desejar.

A partida era tida por Dunga como um grande desafio e não apenas festiva. Para o técnico todos os jogadores teriam que mostrar vontade, empenho para terem chance de jogar com a camisa amarela. O teste não valia apenas para o time olímpico, mas também para a seleção principal.

Os jogadores da seleção do Brasileiro que tinham a vantagem de serem mais experientes e sem tanto compromisso foram superiores durante toda a partida. A equipe parecia jogar uma final. Jogou com forte marcação e dificultou a criação de jogadas do time adversário.

Um jogador que decepcionou sem dúvida foi Pato, principal nome da equipe olímpica. Ele correu bastante, mas não conseguiu brilhar em campo.

Uma coisa é certa, daqui prá frente será muito trabalho, pouco tempo e dor de cabeça para nosso comandante. E mais, novos jogadores com idade olímpica devem ter uma oportunidade. Os três jogadores que podem ser levados para atuar nos jogos terão uma missão complicada e não podem vacilar.
Fora que para seleção principal, deveremos ter novidades nos testes futuros. Ontem Léo Moura, Rick, Hernanes e Ibson jogaram bem demais.

Confira os dados e as escalações dos times.

Seleção olímpica: Renan (Felipe); Nei (Apodi), Breno (Rhodolfo), Leandro Almeida (Leo), Leonardo (Valmir); Charles (Maycon), Ramires (Toró), Wagner (Thiago Neves), Diego Souza (Pedro Ken); Alexandre Pato (Keirrison) e Diogo (Pedro Oldoni)Técnico: Dunga

Seleção do Brasileiro: Felipe (Diego Cavalieri); Leonardo Moura (Joílson), Miranda, Thiago Silva, Juan (André Santos); Hernanes (Pierre), Richarlyson, Ibson (Rodrigo Souto), Jorge Wagner (Martinez); Acosta (Leandro Amaral) e Josiel (Aloísio)Técnicos: Caio Jr. e Joel Santana
Local: estádio João Havelange, no Rio de Janeiro (RJ)Árbitros: Leonardo Gaciba (RS), Heber Roberto Lopes (PR) e Paulo César Oliveira (SP)Gols: Acosta, 39min do primeiro tempo; Ibson, 1min, e Leandro Amaral, 17min do segundo tempo

Força Brazuca!!!