quinta-feira, 21 de outubro de 2010

CLÁSSICO DOS OPOSTOS - Por Rodrigo Curty

O Campeonato Brasileiro - Série A está em sua reta final. Agora faltam apenas oito rodadas para conhecermos o campeão da edição de 2010, os representantes da Copa Libertadores e da Sul-Americana de 2011, e quais serão os quatro times rebaixados à Série B.
O equilíbrio das últimas rodadas nos leva à acreditar, que assim como no ano passado, o campeão provavelmente será conhecido apenas na última rodada. O motivo é simples: os times que se mantiveram na frente por um bom período parecem perder forças na hora errada como Fluminense e Corinthians, e outros desacreditados como Grêmio e Palmeiras crescem e muito na hora da decisão.
Na 31ª rodada teremos muitos clássicos e os mesmos podem decidir o futuro das agremiações. Vamos as análises das equipes que vivem momentos opostos na temporada.
No Rio Grande do Sul, o Internacional que conquistou a Taça Libertadores da América não consegue embalar uma sequência de vitórias. O Colorado que matematicamente ainda possui chances de ser o campeão do Brasileirão, algo que não ocorre desde 79, terá pela frente um renovado Grêmio. O tricolor gaúcho, após a chegada de Renato "Gaúcho" Portaluppi não para de subir na tabela. De risco de descenso o clube já almeja uma vaga na Libertadores. É apontado incluisive como o Flamengo de 2009.
No Rio de Janeiro, o clássico dos Milhões também vive fase de opostos. O Vasco que neste campeonato só não empatou mais que o Botafogo, busca a primeira vitória em clássico regional no torneio 2010. Já o Flamengo é outro desde que Vanderlei Luxemburgo assumiu. O rubro-negro venceu duas e empatou uma, e já faz o fanático torcedor acreditar até em Libertadores. É bom ter os pés no chão.
Já em Belo Horizonte ou melhor em Uberlândia, um grande clássico mineiro. O líder Cruzeiro que mostra potencial e força na hora certa sabe que um tropeço contra o Atlético MG pode ser crucial para o restante da competição. O Galo passou de fase na Sul-Americana e ganhou fôlego. Uma vitória pode tirar de vez o time da zona de degola. A Raposa precisa provar que está bem madura para levantar o segundo caneco brasileiro de sua história.
E por falar em história, um clássico de arrepiar em São Paulo. De um lado um ex-líder, o Corinthians agora com Tite no comando, que terá a missão de fazer o Timão voltar a vencer e conquistar um título no ano de seu Centenário. Já são sete jogos sem triunfar, pressão de torcedores e emocional abalado. Do outro lado, o Palmeiras já respira bem na tabela e segue firme na Sul-Americana. Acredita e muito em beliscar uma vaga na Libertadores de 2011, e claro nos pés de Marcos Assunção para continuar surpreendendo.
Faça a sua aposta, a minha é que teremos surpresas inesperadas até a última rodada.