quinta-feira, 7 de abril de 2011

ALEGRIA, TRISTEZA E PREOCUPAÇÃO - Por Rodrigo Curty

E rodada desta quarta-feira da Copa do Brasil e Libertadores marcou a alegria de muitos, tristezas de outros e decepções e preocupações nos considerados favoritos. Destaque para os jogadores que vieram do banco e resolveram.

No torneio que é o caminho mais curto para a Libertadores de 2011, São Paulo e Vasco avançaram e o Atlético MG ficou pelo caminho. O tricolor paulista recebeu o valente e "sem cabeça" Santa Cruz. Em jogo confuso e com quatro expulsões, o gol do zagueiro Rhodolfo no início levava a crer que a partida seria mais fácil do que o esperado, mas não foi o que se viu. O São Paulo perdia chances e não conseguia sair da marcação pernambucana, que batia enquanto pode. No final da primeira etapa, Rogério Ceni ainda perdeu um penâlti. A solução veio do banco. Ilsinho em bela jogada decretou o placar necessário - 2x0. Contra o Goiás, na próxima fase, Lucas, a revelação são-paulina está fora por expulsão. O menino precisa colocar a cabeça no lugar e aceitar as marcações e provocações.

Já o Vasco sofreu para derrotar por 2x1 de virada o ABC-RN. Começou atrás, levou pressão, mas com mais técnica e também com a solução do banco passou a próxima fase. Bernardo resolveu. É bom abrir o olho quando encarar um time mais experiente pela frente. Caso do Atlético PR.

O Galo mineiro mesmo mais experiente não venceu a retranca do Prudente e foi eliminado precocemente da Copa do Brasil. Emapte sem gols que trás preocupação, problemas e muita mudança na gestão de Alexandre Kalil.

Agora a Libertadores da América. O Internacional perdeu por 1x0 do Jaguares-MEX, mas segue líder do grupo 6 com dez pontos. De qualquer forma é bom não vacilar na última rodada, senão a zebra aparece. Já o Fluminense se complicou e muito no Grupo 3. O tricolor carioca foi derrotado pelo Nacional - URU por 2x0, dois gols de Garcia. O tricolor carioca vai precisar ser muito mais do que guerreiro contra o líder Argentinos Jrs, na Argentina pela última rodada para conquistar a vaga. Não depende apenas de suas forças. Problemas à vista.

Quem à princípio não terá problemas é o Santos. O Peixe fez bem a lição de casa, e em um típico jogo de Libertadores derrotou o Colo-Colo por 3x2. O que não pode é perder a cabeça. Elano, Neymar e Zé Love foram expulsos e complicam a vida de Muricy Ramalho contra o líder do Grupo 5, Cerro Porteño na semana que vem. Agora é aguardar pra ver se o belo futebol dos meninos da Vila voltaram pra ficar.

Até a próxima!