quinta-feira, 12 de julho de 2012

CONQUISTA MERECIDA - Por Rodrigo Curty

E o Palmeiras é Bicampeão da Copa do Brasil. O Verdão jogou à final como se deve jogar quando se tem uma boa vantagem nas mãos. Para o Coritiba fica novamente o quase. Foi a segunda final consecutiva, e o segundo vice-campeonato.
Hoje é dia do palmeirense seguir com as comemorações, mas também vale manter os pés no chão. Entender que o elenco é limitado e que seu treinador, por mais pé quente que seja, e ter levantado pela quarta vez o troféu do torneio e ser o maior vencedor, também pode falhar em um torneio longo como é o nacional.

Felipão tem estrela, mas também é competente, trabalhador, reclamão e independente da forma como entra para disputar merece respeito. Um time tecnicamente inferior tem que saber se defender e se utilizar de suas principais armas.

E se como uma parte do hino alviverde entrasse em campo foi exatamente isso que ocorreu nas duas partidas da final. Defesa que ninguém passa, meia-atacante de raça...A vitória de 2x0, em casa deu a tranquilidade para enfrentar a pressão e o despreparo emocional dos Coxa Branca, que lutaram, mas prefiram se prender as reclamações de arbitragens, que sabemos, jamais deixarão de existir. Após empate por 1x1 restaram as reclamações e as desculpas pela derrota. Ora, hoje é muito melhor saber que o time tem possibilidade de chegar a Libertadores também pela possível colocação no Brasileiro, e planejamento que vem desde o retorno à elite, do que se deixar levar que SP-RJ são favorecidos na hora"H".

Parabéns ao Palmeiras pelas limitações, garra, determinação e ousadia que o transformaram no campeão invicto da competição que garante de forma mais curta a passagem a Libertadores. E vamos aguardar se serão mais 14 anos de sofrimento verde até o próximo título expressivo ou se a turma da situação e oposição se juntem de vez em prol do tradicional time brasileiro que merece respeito.
Até a próxima!