domingo, 20 de outubro de 2013

VENCENDO O DESGASTE - Por Rodrigo Curty

O Brasileirão, série A chegou na sua 30ª rodada. Agora é praticamente a reta final do torneio que segue equilibrado da 5ª a 16ª posição. Muito equilíbrio, nível técnico homogêneo, e psicológico mais presente do que nunca. É o momento que os times dependem de todo o plantel disponível para conseguir os triunfos e salvar o ano, caso dos times que brigam pela permanência, mas que contam com a possibilidade de conquistar a Copa do Brasil.
Na abertura da 30ª rodada, no Maracanã o Fluminense vacilou e ficou no empate de 1x1 contra a também desesperada Ponte Preta. Já o Santos atropelou o lanterna Náutico por 5x1. No jogo que fechou a noite, os três pontos conquistados foram fundamentais para o Corinthians. O time que vem de um desgaste há várias rodadas, e que não sabia sequer o que era marcar um gol há quatro, finalmente para sua fanática torcida, voltou a vencer.
Na 5ªf, vale lembrar que direção, conselheiros e treinador se reunirão para tratar o futuro da equipe. Tite foi taxativo ao afirmar que não iria pedir demissão, pois o fato é coisa de covarde, talvez uma forma de cutucar aqueles que desejam Mano Menezes como o possível sucessor.
O fato é que um time joga pelo treinador. Independente de desgaste, falta de opções na parte técnica, jogadores desmotivados, e principalmente um estaleiro repleto de peças fundamentais, o Timão sabe da sua força e deve ter feito um pacto para que siga vencendo tudo e todos até o final do ano, e daí sim, a partir daí se reinventar.
O elenco joga junto há um bom tempo, mas a temporada que desgasta não só o Corinthians está sendo cruel. A cada rodada é uma surpresa desagradável. É jogador que sente lesão, é outro que não tem o ritmo esperado, outro que não sabe se fica no final do contrato e por aí vai. O importante para todas as equipes é seguir com o que tem de melhor para se manter na Elite no ano que vem.
Ontem, por exemplo na vitória magra por 1x0, porém importante contra o Criciúma ficou claro que Renato Augusto que jogou um tempo e Alexandre Pato que retornou da Seleção Brasileira serão importantes para a retomada, assim como Alessandro e Fábio Santos. No meio Ralf está mais do que sobrecarregado, Guilherme é importante, mas está longe de fazer a torcida esquecer Paulinho. Para torcida, o que importa hoje é saber que o time alcançou os 40 pontos e devolveu a pressão para o São Paulo, Bahia e Coritiba que estão logo atrás. 
Será assim nas próximas e últimas oito rodadas do torneio. Um sobe e desce capaz de deixar muitos torcedores preocupados com o capítulo final. 
Até a próxima!