segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ARBITRAGEM ROUBA A CENA - Por Rodrigo Curty

E a rodada do final de semana do Brasileirão, série A foi marcada mais uma vez pelas polêmicas de arbitragem. Infelizmente, por causa disso, os quatro clássicos da rodada ficaram em segundo plano.
Em Belo Horizonte, o líder Cruzeiro pressionou durante o jogo inteiro, mas não foi mais efetivo que o Atlético MG, principalmente no quesito aproveitamento. O Galo venceu por 3x2, com dois gols do garoto Carlos e de quebra se aproximou do G4. Apesar da derrota, a Raposa segue com uma diferença de sete pontos para o segundo colocado, São Paulo e dificilmente irá se abalar.
 
Por falar no São Paulo, o tricolor encarou o Corinthians no Itaquerão e começou bem. Abriu o placar com Souza, mas cedeu o empate, em penalidade polêmica, porém questionável. O critério de bola na mão ou mão na bola já deram o que tinham que dar. Toda rodada é a mesma coisa.  No melhor estilo Muricy, a bola parada, os são-paulinos chegaram ao segundo gol. Aí em mais uma penalidade com direito a expulsão de Álvaro Pereira, Fábio Santos marcou seu segundo gol. Em vantagem numérica, o Timão pressionou e no fim da partida chegou a vitória com um belo gol de Guerrero. Vitória justa, afinal foi o time que mais procurou a vitória. Ambos seguem no G4.

   
No Maracanã, o Fla-Flu também teve polêmica. Em partida razoável, o rubro-negro saiu na frente com Eduardo da Silva, que saiu machucado, mas ainda na primeira etapa levou o empate com Fred. Antes do gol, porém, o atacante empurrou o zagueiro Chicão. Para muitos, lance normal, pois a bola ainda não estava em jogo, mas deu o que falar. No fim, empate ruim para ambos.

   
Já no Ba-Vi, o Vitória conseguiu novamente uma virada no campeonato. O triunfo de 2x1 foi bastante comemorado, afinal o time saiu da zona de degola e parece ter embalado. Já o tricolor preocupa seu torcedor e não dá provas de que conseguirá reagir. 

  
O mesmo pode-se dizer do Palmeiras. Lanterna da competição, o Verdão foi massacrado pelo Goiás, no Serra Dourada. Goleada de 6x0 e, acredite poderia ter sido mais. O Esmeraldino de quebra entrou para história como maior algoz do clube paulista na competição. Antes o Internacional conseguiu a proeza em 1981. O Centenário do clube preocupa a sua fanática torcida, mas sinceramente, ainda acredito que o time não será rebaixado.
 
Nas outras partidas, o Sport fez a lição de casa e venceu o Coritiba, em casa por 1x0. O mesmo placar da importante vitória do Grêmio sobre a Chapecoense. O tricolor gaúcho não empolga, mas soma os pontos. Olho neles.
  
Já o Santos foi sufocado pelo Figueirense, mas venceu por 3x1 e segue firme na busca por melhor colocação. Volto a dizer que o torneio é equilibrado e que novas surpresas estão por vir. 
 
Até a próxima!