sexta-feira, 17 de abril de 2015

TODOS CONTRA O BOCA - Por Rodrigo Curty


E o Corinthians não conseguiu se manter com 100% de aproveitamento na Libertadores da América. O Timão encarou o bom time do San Lorenzo(Arg) e não saiu do placar em branco. A Arena Corinthians ou Itaquerão, como queiram contou com mais de 40 mil torcedores. A ideia era terminar a fase de grupos na primeira colocação para ter a vantagem de jogar em casa, enquanto estiver no torneio, mas isso não será mais possível, pois o Boca Jrs definitivamente está de volta. Os xeneizes chegaram aos 100%, ou seja, somaram os 18 pontos em seis jogos e 17 gols de saldo. Anteriormente apenas Santos, em 2007, e Vasco, em 2001 tiveram uma campanha tão boa. Ambos tiveram 100% de aproveitamento, porém com um saldo positivo de 11 gols. O adversário do melhor time será o tradicional rival River Plate que mesmo jogando mal pode crescer na competição.
De volta ao Corinthians. A partida foi equilibrada e com mais chances para o time brasileiro que sentiu muita falta de Paolo Guerrero. De qualquer maneira toda a calma é pouca. O time comandado por Tite está classificado e agora luta para chegar pelo menos a segunda colocação geral. Disputa essa posição com Tigres(Mex) e o Internacional que atropelou o Universidad de Chile por 4x0, em partida que teve de tudo dentro e fora de campo. O Colorado finalmente jogou bem na temporada e é outro que pode crescer no torneio.
O mesmo serve para o São Paulo que joga todas as suas fichas contra o Corinthians, semana que vem no Morumbi. Um empate praticamente classifica o tricolor, uma vez que o San Lorenzo precisará golear por pelo menos quatro gols de vantagem o fraquíssimo Danubio e torcer no mínimo pelo empate dos paulistas. Falam muito em ajuda ao São Paulo, ora isso não pode ser levado em consideração. Pegar um tradicional time lá na frente é muito perigoso. Fora isso, o alvinegro mantém um tabu que não desejará abrir mão. A partida já terá ingredientes suficientes para que qualquer um saia vencedor dentro do campo de forma justa. Deve ser uma partida emocionante, nervosa e com doses de polêmica. Podem anotar.
A expectativa do torcedor é cada vez maior para a próxima fase. Serão 16 times lutando para matar ou morrer. A campanha e tudo que foi feito até aqui de nada valerá com um tropeço. O cenário é outro e a maioria encara como sendo um novo torneio. Os times que se planejaram bem tendem continuar avançando, mas no mundo da bola, as surpresas inesperadas sempre estarão presentes. Viva a Libertadores.
Até a próxima!