segunda-feira, 14 de setembro de 2015

CORINTHIANS AUMENTA SUA VANTAGEM NO BRASILEIRÃO - Por Rodrigo Curty



A 25ª rodada do Brasileirão foi excelente para o Corinthians. O Timão fez a sua parte, venceu o Joinville por 3x0, no maior público registrado na Arena de Itaquera, desconsiderando à Copa do Mundo e, ainda contou com os tropeços de Atlético MG e Grêmio para novamente abrir cinco pontos de vantagem.
A luta pela liderança só não é mais interessante do que das equipes que almejam a entrada ou permanência no G4, mas precisamente na quarta colocação, hoje ocupada pelo Flamengo.
O rubro-negro carioca igualou a marca histórica de 1978 e 1982. Venceu o Chapecoense por 3x1 e conquistou a sexta vitória seguida. Nem os mais otismistas esperavam a grande reação no torneio e a manutenção da invencibilidade no returno.
O São Paulo passou por cima do Grêmio, em plena Porto Alegre e também chegou aos 41 pontos. O inconstante tricolor pode mais, porém ainda não passa a confiança esperada ao seu torcedor. Logo atrás, colado estão Palmeiras e Atlético PR. O primeiro voltou a vencer após três rodadas. O segundo perdeu para o renovado Vasco, que chegou a segunda vitória seguida e ainda sonha no milagre da permanência na elite em 2016.
Quem poderia estar muito bem hoje era o Santos. O time da Vila perdeu de 3x1 para à Ponte Preta e viu sua invencibilidade de dez partidas irem por água abaixo. De qualquer maneira, penso que isso não irá abalar o grupo comandado por Dorival Jr.
Na parte dos desesperados, o Cruzeiro bem que tentou, teve oportunidades de vencer mais uma vez o seu rival, mas o Galo contou com Victor, que falou no gol da Celeste, defendendo uma penalidade nos acréscimos e consegiu o empate em 1x1. É bom o time de Mano Menezes se atentar, afinal o Z4 é logo ali. O mesmo serve para o Chapecoense e para o Goiás, que acabou derrotado de virada pelo Avaí pelo placar de 2x1. Outro que tropeçou e já causa procupação é o Fluminense. O tricolor carioca não resistiu a pressão do Sport Recife que não vencia há dez rodadas e foi derrotado por 1x0. Hoje a diferença para o céu e para o inferno é de sete pontos, resta saber para qual caminho o time lutará nas próximas 13 rodadas. Enderson balança mais que vara de bambu.
O campeonato aos poucos se afunila mais e errar nessa altura do campeonato é crucial para viver ou morrer. A reta final continuará apresentando surpresas e as equipes que contam com um plantel recheado e homogêneo tendem a se prevalecer. Fazer apostas com tanto equilibrio e falta de regularidades é um risco, mas faça a sua, quem sabe no final você não acerta.
Até a próxima!